Ligue-se a nós

POLITICA

“Louco” e “fraco”, Bolsonaro é “um perigo para o Brasil”, diz Bebianno

Publicado

no

17 Fev de 2019 do YacoNews

Embora o vereador Carlos Bolsonaro (PSL), filho do presidente, tenha dado visibilidade à crise – ao acusar o ministro de “mentiroso” em plenas redes sociais –, o alvo dos ataques é o próprio pai. “O problema não é o pimpolho. O Jair é o problema. Ele usa o Carlos como instrumento. É assustador”, afirmou Bebianno a um interlocutor, conforme o Blog do Lauro Jardim (O Globo).

 Na sexta-feira (15), quando não ainda havia sido comunicado de sua demissão, Bebianno teria relatado ao mesmo interlocutor: “Perdi a confiança no Jair. Tenho vergonha de ter acreditado nele. É uma pessoa louca, um perigo para o Brasil”.

 Já o Blog do Camarotti (G1) revelou que o quase ex-ministro “demonstrou profundo arrependimento em ter trabalhado ativamente pela eleição do presidente Jair Bolsonaro”. Bebianno teria dito a um amigo: “Preciso pedir desculpas ao Brasil por ter viabilizado a candidatura de Bolsonaro. Nunca imaginei que ele seria um presidente tão fraco”. 

 A crítica era uma referência à influência dos filhos do presidente no rumos do governo. Ainda na sexta-feira, quando Bolsonaro não havia comunicado nenhuma decisão a respeito de Bebianno, “integrantes da família do presidente vazaram para a imprensa que o pai havia demitido o ministro, para tornar a queda um fato consumado, sem chance de mudança no fim de semana”.

 Já as páginas da Folha de S.Paulo lembram que outro ministro de Bolsonaro, Marcelo Alvaro Antonio (Turismo), também foi acusado de usar verbas polpudas do Fundo Partidário em candidaturas laranjas. Mas, diferentemente de Bebianno, Alvaro Antonio foi poupado pelo Planalto.

“Eu estou recebendo tratamento com perplexidade. Quem dispensa o tratamento é que tem que explicar os seus motivos”, desabafou Bebianno. Conforme recorda a Folha, depois de duas semanas, “Bolsonaro não se fez nenhuma manifestação pública sobre o caso do ministro do Turismo”. Por isso, Bebianno questiona: “No caso de Minas Gerais, do Marcelo Alvaro Antonio, por que que eu não sou culpado então?”.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLITICA

Gladson Cameli nomeia Tchê como secretário e outros comissionados nesta quinta

Publicado

no

Por

O governador Gladson Cameli nomeou nesta quinta-feira (2), Luis Tchê para o cargo de Secretário de Estado de Produção e Agronegócio (Seprod), além de outros cargos comissionados, na edição desta quinta-feira do Diário Oficial do Estado (DOE).

Entre os nomeados estão Mirla Moraes Miranda Mariano para exercer o cargo de diretora operacional na Fundação de Tecnologia do Estado do Acre (Funtac) e Lucas Pualmier Cosme Guerra para o cargo de Defensor Público do Estado do Acre.

Veja outras nomeações:

nomeações 2 de fevereiro

Por ContilNet

Continuar Lendo

POLITICA

Governador Gladson Cameli fará leitura da Carta Governamental na Aleac nesta quinta-feira

Publicado

no

Por

A abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) será realizada na sessão desta quinta-feira, 1. Na ocasião, o governador Gladson Cameli (PP) fará a leitura da Carta Governamental aos novos parlamentares.

Apesar da assessoria ter confirmando, anteriormente, a sua presença na posse dos deputados estadual, o governador não compareceu à cerimônia, nessa quarta. Em Brasília, quem representou o governo do Estado foi a vice Mailza Gomes (PP).

A posse dos deputados foi realizada nesta quarta-feira, 1, quando também foi realizada a eleição da Mesa Diretora, para o biênio 2023-2024 – composta por Luiz Gonzaga (PSDB) como presidente da Aleac, e o ex-presidente Nicolau Júnior (PP) como primeiro-secretário. A vice-presidência do Legislativo Estadual ficou com o ex-líder do governo, o deputado reeleito Pedro Longo (PDT).

Compõe também a mesa diretora os deputados: Chico Viga – 2º secretário; Maria Antônia (PP) – 2ª vice-presidente; 3ª secretária – deputada Antônia Sales (MDB); 3º vice-presidente – deputado Eduardo Ribeiro (PSD); 4º secretário – deputado Gene Diniz (Republicanos) e 5º secretário – Afonso Fernandes (PL).

por Maria Meirelles/Agazeta do Acre

 

Continuar Lendo

POLITICA

Em Epitaciolândia homem é morto a tiros enquanto aguardava esposa em frente de casa

Publicado

no

Por

O marceneiro Eliton Siqueira Martins, de 33 anos, foi executado com diversos tiros na manhã desta quarta-feira (1º) enquanto aguardava a esposa em frente de casa, no bairro José Hassem, em Epitaciolândia, interior do Acre. A vítima estava dentro do carro e foi atingida com, pelo menos, sete tiros.

Inicialmente, a Polícia Civil não acredita que o crime tenha relação com disputa de território entre as facções criminosas. O delegado que investiga o caso, Luiz Tonini, explicou que a vítima não tinha envolvimento com o crime organizado.

A principal linha de investigação para a polícia é crime passional. “Ele tinha uma marcenaria, não tinha envolvimento com facção, mas a gente não exclui. A princípio, pode ter relação com crime passional por causa de uma pessoa que ele se relacionava. Estão aparecendo outras informações aí e a gente está verificando”, afirmou.

Ainda segundo Tonini, antes do crime, Eliton Martins tinha atendido uma pessoa na porta de casa e foi para o carro esperar a esposa que iria trabalhar. Dois homens em uma motocicleta chegaram e um deles atirou várias vezes contra o marceneiro.

“Ela [esposa da vítima] disse que ele buzinou e ela falou que estava indo. Nisso, apareceram alguns caras em um moto e começaram a disparar contra ele. Foi executado dentro do carro. Tentei pegar informações, mas, infelizmente, ali é um local difícil, havia apenas uma pessoa na rua, esses dois sujeitos na moto praticamente ninguém viu. A área é muito restrita e está dificultando um pouco”, lamentou.

Por G1/Ac

Continuar Lendo

Trending