Ligue-se a nós

POLICIAL

No AC, mais de 30 mortes violentas foram registradas no mês de janeiro de 2019

Publicado

no

01 Fev de 2019 do YacoNews

O Acre registrou 32 mortes violentas durante o mês de janeiro de 2019, segundo informou a Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Acre (Sejusp).

Em comparação ao mesmo período do ano a passado, houve uma redução,pois em janeiro do ano passado foram registrados 52 homicídios e dois latrocínios.

Ainda segundo as informações da Segurança Pública, destes 32 assassinatos, 21 ocorreram em Rio Branco. Em 2018, foram 31 casos registrados só na capital acreana. A redução dos assassinatos em todo estado é de 37,25%. Já na capital, a redução é de 29,03%.

A maioria das mortes ocorreu entre jovens do sexo masculino com a idade entre 18 a 20 anos. Foram oito ao todo. Maiores de 40 anos, foram registradas quatro mortes no estado.

Homicídios

Só no último final de semana, foram registradas cinco mortes que começaram na sexta-feira (25). Uma das vítimas foi identificada como Mateus Melo da Silva. O crime ocorreu no Ramal da Judia, região do Belo Jardim, em Rio Branco.

Ainda na sexta, os cunhados Fernando Nascimento da Silva e Cristina Reis de Souza, ambos de 18 anos, foram assassinados durante a noite. O crime ocorreu na Rua do Futuro, bairro Taquari, em Rio Branco.

Na tarde do sábado (26), o jovem Jairo Azevedo de Souza, de 23 anos, foi morto na Rua Cruzeiro do Sul, no Conjunto Esperança, em Rio Branco. De acordo com informações do Ciosp, Souza estava em um salão quando foi surpreendido pelos criminosos.

Já no domingo, o corpo do adolescente Daniel Andrade Lira, de 16 anos foi achado no km 3, do Ramal do Mutum, em Rio Branco. A família do rapaz fez o reconhecimento na noite da segunda (28) no Instituto Médico Legal (IML).

Os primeiros registros do ano

Antônio Barreto da Silva, de 52 anos, foi achado morto na manhã do dia 2de janeiro, na Rua Imbaúba, bairro Montanhês, em Rio Branco. Segundo o Ciosp, Silva foi arrancado de dentro de casa e morto a golpes de arma branca e ripas.

O agricultor Custódio Silva, de 41 anos, foi achado morto dentro da casa onde morava com a esposa também no dia 2, na zona rural do município de Epitaciolândia, interior do Acre. O homem foi atingido com uma facada no estômago.

O corpo do colono José Francisco Silva de Melo, de 32 anos, foi encontrado com perfurações de arma de fogo no rosto e nos braços.Segundo a Polícia Civil do Acre, a vítima e o suspeito teriam se desentendido durante uma bebedeira.


Por Alcinete Gadelha, G1 AC 

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLICIAL

Em Cruzeiro do Sul Polícias cumprem 15 ordens judiciais contra integrantes de facção criminosa

Publicado

no

Por

A força-tarefa de Segurança Pública no Acre deflagrou nesta quinta-feira (2) a “Operação Juruá II” contra integrantes de uma facção criminosa em Cruzeiro do Sul, no interior do Acre. Ao todo, foram cumpridos 15 mandados judiciais, sendo 10 de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão. As ordens judiciais foram expedidas pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas de Rio Branco.

Mais de 30 policiais federais, civis e militares participaram do cumprimento dos mandados.

Conforme a Segurança Pública, as investigações começaram em setembro de 2021, quando foi deflagrada a Operação Juruá I, quando dezenas de integrantes de organização criminosa foram presos e várias provas sobre a participação de outras pessoas foram apreendidas.

Os alvos da operação devem responder pelo crime de integrar organização criminosa, com penas que podem chegar a 13 anos de prisão.

Por g1 AC

 

Continuar Lendo

POLICIAL

Daniel Silveira é preso em Petrópolis, no Rio, um dia após ficar sem mandato de deputado

Publicado

no

Por

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira (2) o ex-deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) em Petrópolis, no Rio de Janeiro.

A prisão foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), em razão do descumprimento de medidas cautelares também definidas pelo tribunal – como o uso de tornozeleira eletrônica e a proibição de usar redes sociais.

Na decisão, Moraes diz que Silveira agiu com “completo desrespeito e deboche” diante de decisões judiciais do Supremo Tribunal Federal.

O ministro do Supremo também destacou que o ex-deputado danificou a tornozeleira eletrônica que tinha de usar e continuou com ataques ao STF e ao Tribunal Superior Eleitoral, “colocando em dúvida o sistema eletrônico de votação auditado por diversas organizações nacionais e internacionais”.

Fontes da Polícia Federal afirmam que mais de R$ 270 mil foram apreendidos na casa do ex-parlamentar no momento da prisão.

Com apoio de Bolsonaro, Daniel Silveira se candidatou ao Senado pelo Rio de Janeiro, em outubro de 2022. Ele recebeu 1,5 milhão de votos, mas não se elegeu.

Com isso, ficou sem mandato e perdeu o foro privilegiado nesta quarta (1º), quando os novos parlamentares tomaram posse.

Dinheiro vivo apreendido na casa do ex-deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), no Rio — Foto: Reprodução

Dinheiro vivo apreendido na casa do ex-deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), no Rio — Foto: Reprodução

Suspensão do porte de arma

Além de mandar a PF prender Silveira, Alexandre de Moraes determinou:

  • suspensão imediata de quaisquer documentos de porte de arma de fogo em nome do ex-deputado;
  • suspensão pelo Exército de certificados em nome de Silveira de registro de autorização para atividades
  • cancelamento de todos os passaportes emitidos em nome do ex-parlamentar.

Daniel Silveira está sujeito a medidas cautelares desde que foi condenado pelo STF, em abril de 2022, por estímulo a atos antidemocráticos e ataques a autoridades e instituições.

A pena de 8 anos e 9 meses de prisão foi perdoada por Jair Bolsonaro, mas as medidas complementares (como tornozeleira e multa) seguiram em vigo.

Desde então, o STF já havia multado Daniel Silveira por descumprimento dessas medidas cautelares, mas não havia determinado prisão ligada ao caso.

O parlamentar também é alvo de outras restrições, como a proibição de uso das redes sociais – que o parlamentar também burlou.

Senador acusa Silveira
O senador Marcos do Val (Podemos-ES) anunciou em uma rede social, nesta quinta-feira (2), que pedirá afastamento do mandato. Ele foi eleito em 2018 e, com isso, tem mandato vigente até 2026.

Em conversa com a GloboNews, Marcos do Val afirmou que um dos fatores que levaram à decisão foi um diálogo presenciado pelo então presidente Jair Bolsonaro (PL), logo após as eleições de outubro, em que o então deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) teria proposto uma ação golpista ao parlamentar..

Por Camila Bomfim e Isabela Camargo, GloboNews

Continuar Lendo

POLICIAL

Mulher é morta a golpes de faca no Ceará, e crime é filmado e postado na internet pelo assassino

Publicado

no

Por

Uma jovem de 18 anos que estava desaparecida foi encontrada morta nesta terça-feira (31) na cidade do Crato, no interior do Ceará. Os suspeitos do crime são uma amiga que morava com a vítima e o namorado dessa amiga. O homem golpeou a vítima com facadas, filmou o crime e compartilhou a cena nas redes sociais.

As imagens mostram a vítima, identificada como Tamyres Lima, sendo esfaqueada enquanto outras pessoas assistem ao crime sem intervir. Uma pedra também foi arremessada na cabeça dela depois que a jovem já estava caída ao chão.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública informou que a Polícia Civil apura as circunstâncias do crime.

Equipes da Polícia Militar e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram comunicadas e realizaram os primeiros procedimentos sobre o crime. O caso é investigado pelo Núcleo de Homicídios da Delegacia Regional do Crato.

Por g1 CE

Continuar Lendo

Trending