18 julho 2024

Acre adere à rede do Plano Nacional da Cultura Exportadora, lançado pelo governo federal

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Governo federal quer aumentar número de empresas exportadoras nos estados, estabelecendo planos regi0nais. Foto: Jairo Carioca/Seict

O governo federal lançou nesta segunda-feira, 4, em Brasília, o Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE). A solenidade foi presidida pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Geraldo Alckimin e o Estado do Acre, que aderiu à rede, foi representado pelo titular da Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict), Assurbanipal Mesquita, por meio de videoconferência.

Publicidade

O plano pretende difundir a cultura exportadora entre os empresários brasileiros. “Nossa adesão a esse plano é fundamental, pois possibilita maior coordenação entre os órgãos envolvidos na promoção de negócios, além de apoiar o ingresso e a permanência de empresas no mercado externo”, disse Mesquita.

Após a cerimônia de lançamento, Assurbanipal Mesquita participou da primeira reunião para constituição de um plano de trabalho que visa à promoção de uma cultura exportadora flexível, adaptada para atender as necessidades de acordo o nível de maturidade de cada região ou estado.

De acordo com o governo federal, na primeira etapa do projeto, prevista para este ano, 14 encontros serão realizados com objetivo de elaborar protótipos específicos para cada região, em construção colaborativa. Até o fim de 2024, a previsão é de que todos os estados tenham seu plano de cultura exportadora.

Na análise do secretário Mesquita, empresas acreanas que já estão no mercado serão beneficiadas, assim como os pequenos negócios que ajudam na geração de emprego: “Isso vem ao encontro da agenda executada pelo governador Gladson Cameli, de fortalecimento do corredor interoceânico por meio da política de comércio exterior, o que mostra que estamos no caminho certo”.

Veja Mais