20 julho 2024

Curso de manutenção e habilitação de armamento para policiais penais é concluído em Sena Madureira

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Nesse sábado, 14, foi concluído, em Sena Madureira, o curso de habilitação para manuseio e manutenção da pistola APX.40 para mais de 80 policiais penais do município. A Escola do Servidor Penitenciário foi a responsável pela elaboração do cronograma e a execução da habilitação das novas pistolas que estão sendo entregue aos policiais penais de todo o estado.

Helena Guedes, chefe da Divisão da Escola do Servidor Penitenciário disse que Sena Madureira foi o primeiro município a ser contemplado, mas o curso será levado para todo o estado para cerca de 1.200 policiais penais. “Essa habilitação é muito importante porque como é uma arma diferente da que eles utilizam, eles precisam conhecer a arma e saber as particularidades dela para poder utilizá-la com segurança e eficiência. Essa ação, vai se estender por todo o estado, nós vamos agora para Rio Branco, depois Tarauacá, Cruzeiro do Sul, e Brasileia”.

Chefe da Divisão da Escola Penitenciária, Helena Guedes no momento da certificação. Foto: Lucas Manoel

Além das disciplinas operacionais, da prática com o uso da arma os policias têm uma disciplina sobre legislação aplicada à utilização de arma de fogo que aborda a ética e a conduta policial, de como o policial penal se comporta com sua arma em ambientes sociais. “Nessa atividade nós tivemos a parceria e a colaboração da Polícia Civil, quero agradecer o delegado gerado da Polícia Civil, José Henrique Maciel, porque através da Academia da Polícia Civil (Acadepol), foi cedido para participar dessa capacitação o policial civil Marcos Pina, que está trabalhando na disciplina de ética e conduta policial de forma excepcional”, destaca Helena.

O policial penal Max pereira, um dos instrutores do curso, disse que ministrar o curso em Sena Madureira foi um desafio e um privilégio. “O governo do Estado adquiriu uma das melhores armas que existem no mercado. Quando chegamos aqui, encontramos turmas muito interessadas, com empenho, uma equipe muito boa”, destaca o instrutor.

Policial penal Max pereira durante instrução. Foto: Lucas Manoel

Jair Silva, diretor do Presídio de Sena Madureira destacou a importância do curso ter começado pelo interior do estado.  “Esse é uma nova realidade, um novo momento, com Sena Madureira sendo a primeira a ser habilitada na arma Beretta, é gratificante para os nossos policiais penais. A gente vê o ânimo sendo renovado no rosto de cada um aqui e todo mundo conclui o curso com êxito”.

Elivildo Mendes é um dos primeiros policiais penais a concluírem o curso. Ele diz que o sentimento é de gratidão. “Então a gente se sente honrado nesse momento de confraternização e de aprendizado com esses instrutores que foram capacitados, pessoas muito bem treinadas. E a gente se sente com o maior orgulho de se vestir essa farda”.

Leandro dos Santos, coordenador da Escola do Servidor Penitenciário explica que é a primeira vez que a polícia penal tem arma de porte comprada diretamente da fabricante. “Então, de fato, é o momento para a gente comemorar e agradecer a iniciativa do presidente Alexandre Nascimento por ter nos conduzido a esse resultado, que foi muito positivo. A gente pode observar um excelente aproveitamento dos policiais, então certeza que a gente vai estar fazendo um excelente trabalho em prol da sociedade.

Alexandre Nascimento, presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre, disse que o que está acontecendo é um marco na história da polícia penal. “É a primeira vez que estão recebendo equipamentos novos, e começar por ser na Madureira tem um significado extremamente especial. A gente parabeniza todos que abraçaram a causa.  Quero agradecer ao nosso governador Gladson Cameli e ao governo federal que vai continuar nos apoiando, eu tenho certeza disso”, afirmou.

Diretor Operacional, Instrutor e Presidente do Iapen no encerramento do Curso de armamento em Sena Madureira. Foto: Lucas Manoel

O diretor operacional do Iapen, Tiênio Costa ressalta que este é um momento para agradecer: “Quero agradecer à Escola Penitenciária que tem se empenhado, a cada instrutor, e a cada policial penal. O presidente tem se empenhado a cada dia, e a gente vai procurar avançar a cada dia mais”, afirma.

Via Agência Acre

Veja Mais