20 julho 2024

Polícia é acusada de agredir homem surdo-mudo e com deficiência intelectual em Xapuri, Acre

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Policiais do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) estão sendo acusados de agredir fisicamente um homem surdo-mudo e portador de deficiência intelectual em Xapuri. O incidente, conforme relatado pela irmã e tutora da vítima, ocorreu na semana passada, em 5 de outubro, no bairro Sibéria. No entanto, somente nesta semana, ela levou o caso à promotoria de Justiça da cidade.

Após ser atendida no Ministério Público, a mulher foi orientada a registrar um boletim de ocorrência na Polícia Civil, o que ela pretende fazer ainda nesta sexta-feira, 13. Segundo ela, que preferiu não ter seu nome divulgado, o irmão tem 45 anos de idade e, apesar dos problemas que enfrenta, não é agressivo e não causa problemas a ninguém.

“Ele não faz mal a ninguém, é deficiente, surdo-mudo desde criança. Ele toma medicamentos e faz acompanhamento. Ele anda pelas ruas, mas de maneira alguma é agressivo. Estamos sem entender por que ele foi agredido assim e queremos que providências sejam tomadas para que isso não volte a acontecer”, desabafa a irmã.

Em um vídeo que circula, é possível ver o momento em que o homem, vestindo uma camisa rosa e bermuda escura, se aproxima caminhando da frente de uma marcenaria, onde a agressão teria ocorrido. Em seguida, quatro agentes do BPA saem de uma viatura armados e se aproximam dele. A partir desse ponto, não é mais possível ver o que aconteceu.

Veja Mais