21 julho 2024

Sucuri ferida é resgatada pelos bombeiros no Acre

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Uma sucuri de aproximadamente 4 metros de comprimento foi resgatada no sábado, 15 de junho, pelo Corpo de Bombeiros na rodovia AC-405, próximo à ponte do Moa, em Cruzeiro do Sul. O resgate foi informado ao ac24horas pelo biólogo Salatiel Clemente, da Secretaria de Estado de Saúde do Acre.

A sucuri, ferida no momento do resgate, foi avistada e filmada enquanto tentava atravessar a rodovia. O biólogo, que estava retornando de Mâncio Lima com a família, foi um dos primeiros a avistar o animal. “Como já tenho conhecimentos sobre a espécie, imediatamente paramos e comecei a sinalizar para outros condutores, que foram se aglomerando e chamaram o Corpo de Bombeiros”, relatou Salatiel.

A palavra “sucuri” origina-se do Tupi e significa “a que morde rápido”. A sucuri (Eunectes murinus) é uma serpente não peçonhenta e constritora. Com dentição áglifa e hábitos aquáticos, costuma ser encontrada em cursos d’água e áreas inundadas, mas também pode ser vista em locais distantes da água. Sua reprodução é vivípara, e durante o acasalamento, é comum observar vários machos tentando copular com uma única fêmea, entrelaçando seus corpos. A sucuri pode parir mais de 50 filhotes por ninhada.

Essas serpentes alimentam-se de mamíferos, aves, peixes, jacarés, anfíbios e lagartos, e podem ser canibais, consumindo indivíduos da mesma espécie. Salatiel Clemente, ao descrever a espécie, destacou suas características e hábitos, ressaltando a importância do resgate para a segurança do animal e dos condutores na rodovia.

Veja Mais