24 julho 2024

Petecão defende junto ao ministro Waldes Góes, da Integração Regional, a implantação de escritório da Sudam no Acre

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

O Senador Sérgio Petecão (PSD-AC) participou, nesta terça-feira (2), de uma reunião importante com o ministro Waldez Góes, da Integração e Desenvolvimento Regional, e com Paulo Rocha, superintendente de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), para tratar dos detalhes da implantação do escritório de representação da Sudam no Acre.

O parlamentar destacou para as autoridades a importância do papel social e econômico que a autarquia representa para o desenvolvimento da região amazônica, em especial para o estado do Acre, que carece de incentivos fiscais e de políticas públicas que fomentem o desenvolvimento regional. Ele defendeu que a instituição deve garantir que os investimentos oriundos do Fundo de Desenvolvimento da Amazônia (FDA) e do Fundo Constitucional do Norte (FNO) sejam descentralizados,  a fim de impulsionar o setor industrial da região.

Petecão também relatou haver participado, recentemente, de um evento da Federação das Indústrias do Acre (Fiac), com a presença de empresários locais, instituições e representantes do governo estadual, em que se discutiu a necessidade urgente de reestruturar a Sudam no estado e de estreitar relações com a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

“Atualmente, o Amazonas é o principal beneficiário dessas entidades. Por isso, ressaltamos que o Acre também precisa receber mais apoio e fomento para que o estado possa se desenvolver industrialmente, gerando mais empregos e renda para a população”, declarou Petecão.

Tanto o ministro Waldez Góes quanto o superintendente Paulo Rocha comprometeram-se a buscar soluções junto ao governo federal e às bancadas parlamentares da Região Norte para reestruturar a Sudam, de modo a permitir que a instituição desempenhe plenamente sua função de promover o desenvolvimento da região amazônica, gerando incentivos fiscais e financeiros especiais para atrair investidores privados, nacionais e internacionais.

Veja Mais