VÍDEO: Dallagnol diz que um criminoso “se passou por jornalistas e procuradores” em mensagens

0
143

10 Jun de 2019 do YacoNews

 O coordenador da força-tarefa do Ministério Público Federal na Lava Jato, Deltan Dallagnol, resolveu publicar um vídeo, na tarde desta segunda (10), rebatendo as reportagens do Intercept. Na noite anterior, o site divulgou conversas entre o procurador e o ex-juiz Sergio Moro que provariam o conluio entre Judiciário e MP no âmbito da operação. O Conselho Nacional do Ministério Público já recebeu pedido de investigação contra Dallagnol.

 No vídeo, Dallagnol diz que a Lava Jato é vítima de um ataque hacker, e que o “criminoso” invadiu celulares, “sequestrou contas de aplicativos de troca de mensagens, se fez passar por jornalistas e procuradores, e nosso receio é que a atividade criminosa avance para falsear e deturpar fatos.”

 Leandro Demori e Glenn Greenwald, jornalistas do Intercept, concederam entrevistas nesta segunda afirmando que os arquivos obtidos contra a Lava Jato têm volume maior do que o caso Snowden, e atingem muitas pessoas além de Moro e do MPF. Demori deu a entender, à rádio Gaúcha, que jornalistas, membros do Supremo Tribunal Federal e até Rodrigo Janot poderiam estar envolvidos.

 Dallagnol, em sua defesa, disse no vídeo abaixo que a Lava Jato não é política nem partidária e que a ação contra Lula foi imparcial. Prova disso é que “9 julgadores em 3 instâncias diferentes concordaram com a robustez das provas e confirmaram a condenação de Lula.”

Veja o vídeo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui