Diretor do Iapen diz que ameaça não lhe paralisa: “sou pago para mostrar resultados”

0
16
10 de Julho de 2019 YACONEWS

Após a juíza Luana Campos, da Vara de Execução Penal de Rio Branco, acusar o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), bem como a Segurança Pública do Estado, de fazer campanha para macular sua imagem como magistrada, o diretor-presidente do órgão, Lucas Gomes usou as redes sociais, na tarde desta quarta-feira, 3, para rebater as insinuações.

Segundo publicação de Gomes em seu perfil no Facebook, como profissional, ele responde qualquer ataque unicamente com trabalho. “Não sou pago para bater boca, mas para mostrar resultados, e isto tenho feito durante estes 06 meses”, escreveu.

O diretor do Iapen ainda ressalta que sofre ameaças e ataques de toda ordem, mas ainda assim tem cumprido a missão que lhe foi designada. “Sou um fiel cumpridor dos desígnios que o destino me impôs. Deus é o meu norte”.

Ele diz que as dificuldades o fizeram forte: “não será o medo, a covardia ou a ameaça que me paralisarão”.
Entenda

A juíza Luana Campos emitiu uma nota na noite dessa testa terça-feira, 2, acusando o Iapen e a Secretaria de Segurança Pública de enviarem para a imprensa informações desvirtuadas de uma decisão sua liberando a entrada de TVs, sem despesas para o Estado, no pavilhão “O” da Penitenciária Francisco de Oliveira Conde.

“É inaceitável e desrespeitoso que o Iapen e a Secretaria de Segurança Pública do Estado levem ao conhecimento público, através da imprensa, informações desvirtuadas, tendenciosas, que buscam apenas macular a imagem desta Magistrada”, disse a magistrada.

Ela afirmou em nota que não vai deixar que agentes políticos que hoje exercem cargos públicos de nomeação política tentem intimidar sua atuação, “pois fui nomeada no serviço público por concurso público”.
fonte:ac24horas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui