Indicado de Rocha, Lucas Gomes deve deixar a direção do IAPEN nesta Quarta

0
27

04 Fev de 2020 do YacoNews


Lucas Gomes, policial penal, deverá deixar a direção do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (IAPEN). Ele foi comunicado oficialmente da decisão do Palácio Rio Branco no início da noite desta terça-feira (4), mas deverá permanecer no cargo até a chegada no governador Gladson Cameli.

Indicado para o comando da segurança pública pelo vice-governador Major Rocha, Lucas assumiu o IAPEN travando uma verdadeira guerra jurídica com a juíza de execuções penais, Dra. Luana Campos. O seu nome chegou a ser representado semana passada junto ao Conselho Nacional de Justiça, por desobediência às Leis de Execuções Penais (LEP).

A recomendação para saída de Lucas Gomes é do vice-governador Major Rocha, que cumpre agenda em Assis Brasil. No final da tarde de hoje, ele foi comunicado pela Casa Civil de que deixará o cargo após uma conversa com o governador Gladson Cameli.

A situação de Lucas se agravou após a fuga em massa ocorrida na madrugada do dia 20 de janeiro, quando, 26 detentos, pularam o muro do presídio Francisco de Oliveira Conde, com a ajuda de uma “Maria Tereza”. Entre os elementos estavam presos de alta periculosidade. As investigações para saber se houve facilitação pela equipe de plantão ainda não foram concluídas.

Lucas também enfrenta dificuldades políticas com quatro grupos que subdividem o comando político do sindicato e da associação dos policiais penais. Segundo a reportagem apurou, uma onda de “fogo interno” foi acionada para derrubar o diretor. Estariam de olho em sua vaga grupos ligados ao MDB e o Democratas queriam assumir o IAPEN.


Lucas foi chamado na Casa Civil após todo o dia de trabalho desta terça-feira. Ele confirmou que deverá deixar o cargo.


Com informações do ac24horas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui