Álcool Gel já está em falta no comércio de Sena Madureira

0
30

16 Mar de 2020 do YacoNews


 Mesmo com os casos suspeitos no Acre dando negativo, a procura por Álcool Gel e máscaras no estado tem aumentado significativamente.

 Em Sena Madureira, distante da capital 144 Km, o álcool gel por exemplo já está em falta nas prateleiras de farmácias e supermercados.

 O YacoNews esteve hoje pela manhã em vários locais em busca do produto sem sucesso. “Não era esperado a procura aumentar tanto pelo produto.” disse um comerciante.

 A reportagem também foi informada que não há previsão para chegada de nova remessa, deixando muitas pessoas que procuram pelo produto preocupadas. “Tenho um filho que tem problema de bronquite asmática, já fui em todos os lugares da cidade e não tem.” disse uma consumidora

 A recomendação dos médicos e especialistas para combater o novo coronavírus é clara: mantenha as mãos higienizadas, lavando com água e sabão, usando o álcool gel de maneira complementar. O problema é que está difícil encontrar álcool gel em farmácias e mercados. Mas há opções para substituir o produto. 

Amouni Mourad, assessora técnica do Conselho Regional de Farmácia de SP, sugere três opções que podem ser usadas, combatendo o vírus de forma eficaz e também segura para a pele das mãos. 

A primeira delas é o lenço umedecido antisséptico:  

 Não é o do bebê, que tem ação mais neutra para evitar irritação. Mesmo aquele pode ajudar, mas não é o ideal. Tem alguns que já vem com antissépticos preparados, tira a sujeira e os microrganismos. Essa informação está na embalagem: lenço umedecido com antisséptico.


A segunda opção é o álcool “swab”

 São aqueles mini lenços usados em laboratórios de análises clínica, usados antes de aplicar injeções.

 Eles têm álcool 70%, são preparados para isso. Paga um pouco mais caro, mas numa caixinha tem vários envelopinhos, é prático. Dois são suficientes para limpar as duas mãos.

Uma terceira possibilidade é o antisséptico em spray, com gluconato de clorexidina, ou apenas clorexidina.  

Pode ser usado para pequenos ferimentos, mas é para higienizar as mãos. A clorexidina faz o papel do álcool. Não são aqueles antissépticos para criança com joelho machucado.

A farmacêutica e assessora técnica alerta para que as pessoas não acreditem em receitas caseiras.

 Hipoclorito, por exemplo, é só para superfície, é a água sanitária. Até tem antissépticos à base de iodo, mas essas coisas podem agredir as mãos.   

Como usar álcool gel 

Segundo Amouni Mourad, o álcool gel precisa ter porcentagem entre 65% e 80% para, efetivamente, matar os microrganismos. 

 Ele tem ação sobre vários microrganismos, como bactérias, fungos e vírus. É um recurso importante. Geralmente, como a bactéria é mais difícil de matar, a gente se preocupa mais. O vírus é mais fácil, só de lavar a mão com água e sabão ele não resiste.

Coronavírus: O que se sabe até agora?

A farmacêutica explica que para que o álcool gel seja eficaz, ele deve ser aplicado sobre uma superfície livre de sujeira orgânica. Ou seja, mas mãos precisam estar minimamente limpas para que o álcool chegue ao vírus.   

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui