Polícia encontra veneno de rato em marmitas que mataram moradores de rua em SP

0
228

Perícia realizada nas marmitas que mataram dois moradores de rua em Itapevi, cidade do interior de São Paulo, no último dia 22, encontrou veneno de rato misturado à comida.

“Só vou falar isso: os laudos deram positivo para ‘chumbinho’ nas marmitas e no estômago do cachorro”, afirmou o delegado Aloysio Ribeiro de Mendonça Neto, titular da delegacia de Itapevi, em entrevista ao jornal Agora.

Um garoto de 11 anos, que também ingeriu o alimento, permanece internado e sem previsão de alta.

As marmitas foram doadas por integrantes de uma igreja evangélica da cidade. A pastora Agda Lopes Casimiro afirmou à polícia que foi responsável por preparar a comida, mas negou que houvesse problemas. Ele afirmou que a própria família comeu o alimento, sem passar mal.

A polícia agora investiga se a comida foi envenenada no posto ou no momento da preparação, assim como o motivo do ato. O caso deixa de ser “morte suspeita” e de agora em diante será tratado como homicídio doloso.

Um tuíte divulgado por Roberta Bastos, que se identifica como escritora do Blog do Unai, causou revolta nas redes sociais nesta quarta-feira (29). Na publicação, Beta revela uma foto em que um senhor teria recebido ração de cachorro ao pedir um pedaço de pão acompanhar a comida.

“Este senhor estava sentado do lado de fora de uma casa,pedindo um pedaço de pão para acompanhar a “comida” que alguém lhe dera porque ele não estava conseguindo engolir. Deram um prato com comida e ração para cachorro. Isso vai além da maldade! Que nojo dessa gente!”, tuitou, sem identificar quando e onde o fato teria ocorrido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui