Edir Macedo é investigado após minimizar pandemia e chamar Covid-19 de “tática de Satanás”

0
190
Foto: TV Record/Divulgação

O Ministério Público Federal (MPF) iniciou uma investigação contra o bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus e proprietário da TV Record, por suspeita de “infração de medida sanitária preventiva”.

O evangélico divulgou um vídeo nas redes sociais, no dia 15 de março, com comentários que minimizam a pandemia do coronavírus. Na gravação, ele também chama da doença de “tática de Satanás”.

“Meu amigo e minha amiga, não se preocupe com o coronavírus. Porque essa é a tática, ou mais uma tática, de Satanás. Satanás trabalha com o medo, o pavor”, afirmou. “E quando as pessoas ficam apavoradas, com medo, em dúvida, as pessoas ficam fracas, débeis e suscetíveis”, disse, exibindo um depoimento de um médico que alega que o vírus “não faz mal a ninguém”.

Neste final de semana, o Brasil ultrapassou a marca dos 100 mil mortos pela Covid-19. Além disso, mais de 3 milhões de pessoas já foram contaminadas pelo vírus, segundo dados do Ministério da Saúde.

Para apurar se houve crime nas declarações de Edir Macedo, o MPF de São Paulo pediu a quebra de sigilo do perfil do bispo no Facebook e do seu canal no YouTube. O objetivo dessa medida, segundo reportagem da revista Veja, é identificar as circunstâncias em que o vídeo foi publicado.

 

Via Revista Fórum

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui