Chega a quatro o número de mortos após queda de árvore em Sena; Entre as vítimas dois jovens de apenas 17 anos

0
549

Edinaldo Gomes

A cidade de Sena Madureira registrou neste sábado (5), a maior tragédia deste ano 2020. A queda de uma árvore na região do 25, do Cassirian, deixou um saldo de 4 mortos e 4 feridos. Duas das vítimas fatais tinham somente 17 anos de idade.

De acordo com informações, o grupo de oito pessoas estaria participando de uma reunião ao lado dessa árvore que estava com o seu tronco queimado há algum tempo. De repente, a árvore veio a cair, atingindo em cheio os moradores.

Três acabaram morrendo antes mesmo de receber atendimento médico: Lucas da Silva Quenderé, 23 anos, Airton Cabral da Silva, 17 anos e Mateus da Silva Matos, 17 anos.

Os outros cinco sobreviventes foram socorridos e encaminhados para o Pronto Socorro do Hospital João Câncio. Um deles, em estado gravíssimo, recebeu encaminhamento para Rio Branco, entretanto, não resistiu e morreu dentro da ambulância a caminho da capital.

O Samu e o Corpo de Bombeiros foram acionados e prestaram o atendimento necessário, dentro do que foi possível.

Os Bombeiros relataram a ocorrência: “Por volta das 19h30min do dia 05 de setembro, recebemos uma ligação de um morador do ramal do km 25 da BR 364 sentido sena/Rio Branco, ramal do Cassirian, proximo a localidade do senhor João da onça, aproximadamente 16 km entrando no ramal. O fato foi que durante uma reunião de amigos na localidade, reunião essa que acontecia ao lado de uma árvore de médio porte, e que essa árvore estava com seu tronco queimando há algum tempo, de repente, essa árvore veio a cair, atingindo as pessoas que estavam próximo. Atingindo ao todo 8 pessoas, sendo que 03 foram a óbito no local, os senhores: Lucas da Silva Quenderé, 23 anos; Airton Cabral da Silva, 17 anos e Mateus da Silva Matos, 17 anos. Dos sobreviventes havia uma vítimas que foi atingido em cheio na região da cabeça, fraturando o crânio nas partes frontal, pariental e temporal, estando em estado gravíssimo, ( inclusive morreu a caminho do PS da capital). Nas demais vítimas houve corte na cabeça com afundamento do crânio, Fratura na pélvis, fratura no ombro, fratura no fêmur, no entanto, todos estavam conscientes e respondendo a nosso contato.

Nosso deslocamento se deu na Vtr 004, onde foi conosco um técnico do Samu, e ao chegarmos na entrada do ramal (km 25), encontramos uma caminhonete que vinha trazendo vítimas, então imobilizamos na prancha as duas vítimas que estavam em estado mais grave, e transportamos na nossa viatura, e as outras vítimas ficaram na caminhonete sendo acompanhadas e assistidas pelo técnico do Samu. Durante todo o deslocamento estávamos monitorando os sinais vitais, chegando ao PS com ambas com vida”.

Os quatro sobreviventes da tragédia seguem em fase de recuperação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui