Bolsonaro vai liberar R$ 450 milhões para estados atingidos por desastres; Acre deve receber maior parte

0
142

O presidente Jair Bolsonaro abriu crédito extraordinário de R$ 450 milhões destinados a atender os municípios do Acre e Minas Gerais atingidos pelas enchentes.

O governador Gladson Cameli declarou estado de calamidade pública nos municípios de Rio Branco, Sena Madureira, Santa Rosa do Purus, Feijó, Tarauacá, Jordão, Cruzeiro do Sul, Porto Walter, Mâncio Lima e Rodrigues Alves afetados pelas cheias.

Mais de 120 mil pessoas foram atingidas pelos transbordamentos dos rios no Acre. Tarauacá, Feijó, Seadureira, Cruzeiro do Sul e Rio Branco são as cidades mais afetadas.

Além disso, os transbordamentos têm isolado cidades e regiões por causa dos alagamentos registrados nas rodovias, como a que ocorreu entre Sena e Manuel Urbano.

A Defesa Civil em Minas Gerais registrou 20 mortes desde outubro de 2020, quando teve início o período chuvoso. Nesta segunda-feira, bombeiros encontraram o corpo do menino de 5 anos que foi soterrado pelos escombros de sua casa, atingida por um deslizamento de terra causado pelas fortes chuvas que ocorreram em Santa Maria de Itabira no último fim de semana.

A liberação ocorre a dois da visita do presidente ao Acre. Bolsonaro chega na manhã da quarta-feira feira ao estado e deve fazer sobrevoo em Sena Madureira, cidade afetada pela cheia do rio Iaco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui