Perpétua diz que erro em orçamento de Bittar pode acarretar em derrubada de Bolsonaro

1
96

Após a polêmica envolvendo o senador Márcio Bittar (MDB), que foi responsabilizado pelo governo por promover cortes de cerca de R$ 30 bilhões em despesas obrigatórias da Previdência, do auxílio-doença e do seguro-desemprego, o relator do orçamento de 2021, a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB), usou as redes sociais para comentar o assunto, e afirmar que os erros podem custar caro ao presidente da República, Jair Bolsonaro, como por exemplo, na queda do chefe do Palácio do Planalto do cargo, por pedaladas fiscais, conforme anunciado nesta terça-feira (7), no jornal O Globo.

“Orçamento do Márcio Bittar está tipo: “Atirou no que viu, acertou no que não viu”. Se pretendia derrubar Guedes, vai acabar derrubando seu mito, Bolsonaro”, comentou.

Almeida destacou que tem ‘podre’ por trás dos cortes feitos no orçamento para acomodar gastos de R$ 30 bilhões com emendas parlamentares. A deputada do Acre, sugeriu uma investigação mais detalhada.

“Aí tem poder/ precisa investigar. Quem são os deputados e senadores que abocanharam bilhões em emendas?”, questionou.

Outro lado

Em recente entrevista ao Congresso em foco, Bittar rechaça que tenha feito qualquer movimento sem o aval da equipe econômica. “Nada foi feito sem conhecimento ou consentimento do Ministério da Economia”, disse.

De acordo com os erros apontados no relatório, o senador também retirou R$ 1,9 bilhão que seria reservado para a realização do Censo pelo IBGE.

Em sua defesa, o parlamentar diz que, com exceção da retirada do dinheiro para o recenseamento, que foi de sua iniciativa, o restante foi excluído a pedido do próprio governo.

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui