Homem é preso suspeito de matar e esquartejar namorado da filha por ciúmes; apenas crânio foi localizado

Crime aconteceu em assentamento de Araguatins, na região do Bico do Papagaio, e começou a ser investigado após jovem passar dias desaparecido. Suspeito tem 58 anos e foi preso temporariamente.

0
303

Um homem de 58 anos foi preso pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (11) na zona rural de Araguatins, na região do Bico do Papagaio, suspeito de matar e esquartejar Francisco Gomes da Silva, de 28 anos. O jovem desapareceu em março de 2019 em um assentamento e teve apenas o crânio localizado, quatro meses depois, em uma área de mata.

A investigação da polícia apontou que o suspeito teria cometido o crime por ciúmes de um relacionamento que a própria filha estava mantendo com Francisco Gomes, conhecido como Chiquinho.

O suspeito foi preso em cumprimento a uma ordem de prisão temporária. Ele deve responder por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

A operação contou com a participação de agentes da 10ª e da 11ª Delegacias de Polícias de Araguatins, Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE) e Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O delegado Thiago Bustorff, responsável pela investigação, explicou que o caso foi muito emblemático na região do Bico do Papagaio porque quatro dias após o desaparecimento do jovem foi encontrado um corpo esquartejado às margens do rio Araguaia e meses depois foi achado um crânio humano na mesma região.

Na época, a família de Francisco Gomes da Silva chegou a pensar que todas as partes encontradas eram do jovem, mas os exames feitos pelo IML concluíram que se tratavam dos corpos de duas pessoas diferentes deixados em uma mesma região.

O corpo esquartejado era de uma mulher que ainda não foi identificada pela polícia, mas o crânio realmente era de Francisco Gomes.

“O exame pericial constatou se tratar do crânio de um homem, comprovando que no local havia pelo menos dois corpos. Com a continuidade das investigações foi requisitado exame de DNA e constatou-se que o crânio se tratava da vítima Chiquinho. Por fim, conseguimos identificar o suspeito”, explicou o delegado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui