Em Rio Branco Policlínica faz 300 testes rápidos em um dia com 60 resultados positivos para Covid em Rio Branco

0
122

A Policlínica Barral y Barral fez 300 testes rápidos de Covid-19 somente nessa quarta-feira (12) e, deste total, 60 tiveram resultados positivos para a doença. A informação foi confirmada pelo diretor da unidade, Jorge Pimenta.

Nos últimos dias, o posto tem atendido uma média de mil pacientes por dia, sendo que a grande maioria é de pessoas com sintomas gripais.

Além da testagem, a unidade também é ponto de vacinação contra a Covid-19 e faz os demais atendimentos de rotina.

O Barral y Barral atende de 7h às 18h e o teste de Covid-19 é disponibilizado de 7h30 às 11h30 e das 14h às 16h30.

Barral y Barral tem atendido cerca de mil pessoas por dia, sendo a maioria de sintomas gripais — Foto: Arquivo/Barral y Barral

Situação de emergência

Na segunda (10), o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, decretou situação de emergência na capital devido ao aumento de casos de gripe e também Covid-19, mesmo sem ter dados exatos sobre esse aumento. O decreto foi publicado na terça (11) no Diário Oficial do estado.

No final do ano passado, a prefeitura confirmou que Rio Branco já enfrenta situação de epidemia do vírus Influenza A. Na época, foi informado que 72 amostras de casos positivos de Influenza A foram encaminhadas para o Instituto Evandro Chagas, em Belém, para identificar qual tipagem do vírus.

O governador do Acre, Gladson Cameli, declarou situação de emergência por conta da superlotação das unidades estaduais de saúde causada pelo surto de síndrome gripal e síndrome respiratória aguda grave. O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE) de segunda-feira (10).

Into-AC também voltou a apresentar aumento na procura por exames e atendimento em Rio Branco — Foto: Ana Paula Xavier/Rede Amazônica Acre

Conforme o documento, dados das unidades estaduais de saúde apontam que cerca de 13 mil pessoas foram atendidas com suspeita de síndrome gripal, no período de 1º a 31 de dezembro de 2021.

Além disso, foi registrada superlotação por internações de casos de síndrome gripal nas unidades do interior e da capital, com aumento na taxa de internação de até 120%. O governo não informou quantas pessoas foram internadas com os sintomas fortes de gripe nas unidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui