Pessoas ficaram mais doentes e depressivas na pandemia da Covid-19

Mudanças de hábitos aumentaram os riscos para diabetes, câncer e doenças cardiovasculares, além de problemas de saúde mental.

0
27

Uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira 27, mostra mudanças de hábitos que aumentaram os riscos para diabetes, câncer e doenças cardiovasculares e respiratórias crônicas no Brasil. A saúde mental também foi bastante afetada. Segundo a pesquisa, feita pelo Covitel, Inquérito Telefônico de Fatores de Risco para Doenças Crônicas Não Transmissíveis em Tempos de Pandemia, entre o período pré-pandemia e o 1º trimestre de 2022, foi registrado um aumento de 41% no diagnóstico médico de depressão. Entre as mulheres houve aumento de 39,3%, e nas pessoas com maior escolaridade (12 anos ou mais de estudo), 53,8%.

A saúde mental também foi bastante afetada. Segundo o levantamento, feito pelo Covitel, Inquérito Telefônico de Fatores de Risco para Doenças Crônicas Não Transmissíveis em Tempos de Pandemia, entre o período pré-pandemia e o 1º trimestre de 2022, foi registrado um aumento de 41% no diagnóstico médico de depressão.

Entre as mulheres houve aumento de 39,3%, e nas pessoas com maior escolaridade (12 anos ou mais de estudo), 53,8%. Com dados nacionais de 9 mil pessoas das cinco regiões do país, o levantamento aponta que 91,8% dos brasileiros avaliam negativamente seu estado de saúde, relatando estar ruim ou muito ruim.

Leia matéria completa AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui