Campanha criada por adolescentes impulsiona voto jovem no Brasil

Grupo que atua para formar jovens mulheres líderes estima ter levado 45 mil usuários ao site do TSE; prazo para regularizar título termina nesta quarta

0
32

A campanha #SeuVotoImporta, coordenada pela Girl Up, organização da sociedade civil, apartidária, que atua para desenvolver habilidades e formar jovens mulheres líderes, entrou na lista de projetos que se propõem a incentivar aqueles que estão na faixa etária em que o voto é facultativo (16 a 18 anos) a tirar o título de eleitor e participar das eleições deste ano. Os organizadores estimam ter levado ao menos 45 mil usuários ao site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – o prazo final para regularizar o título termina nesta quarta-feira.

A campanha ganhou legitimidade ao garantir a participação ativa de meninas adolescentes em todas as etapas do processo, desde a formulação da ideia até a validação das peças de design. São elas que dão a palavra final. “A nossa campanha tem uma preocupação muito grande em fazer um chamado horizontal, de jovem para jovem”, disse a diretora executiva da Girl Up, Letícia Bahia. “São as meninas que participam e decidem. Esses processos são formativos para elas”, completou.

“Para nós é evidente a oportunidade que o Brasil oferece com a questão do voto facultativo nesta faixa etária. Tem que ser um ponto de investimento nosso, fomentar a participação do jovem na política”, afirmou Letícia.

A Seu Voto Importa começou de forma improvisada na eleição de 2020. A pandemia da covid-19, no entanto, obrigou a organização a reinventar, em apenas dez dias, uma campanha pensada originalmente para o formato presencial. A inspiração foi o cenário eleitoral americano.

Nos Estados Unidos o voto é facultativo para todas as faixas etárias. Por isso, as campanhas pelo comparecimento às urnas naquele país são antigas. Em 1990, por exemplo, a cantora Madonna estrelou os comerciais da TV aberta dos Estados Unidos durante a campanha para o Congresso americano. Na ocasião, fez uma paródia bem humorada do próprio sucesso Vogue e trocou o refrão para “Vote”.

Mais de 20 anos depois, a campanha Seu Voto Importa não apenas conquistou as redes sociais, com influenciadores jovens compartilhando o projeto, como foi percebida pelo ator americano Leonardo DiCaprio – ele tuitou em português o link do site. “Obrigado aos heróis da democracia no Brasil que estão ajudando os jovens a se registrar para votar. Para saber mais sobre como tirar o seu título online até o dia 4 de maio, acesse http://seuvotoimporta.org, http://cadavotoconta.org.br, http://olhaobarulhinho.com.”, escreveu o ator.

Juntas, as campanhas mencionadas pelo ator contribuíram para um recorde registrado pelo TSE ontem, quando o sistema registrou mais de 381 mil solicitações em um só dia. Greenpeace Brasil, Girl Up e a marca Ben & Jerry’s extrapolaram as redes sociais e ofereceram sorvetes de graça para adolescentes que tiraram o título neste ano. O “Rolê dos Confirmados” foi promovido no sábado, na Avenida Paulista, em São Paulo.

Grupo de adolescentes fez parceria com influenciadoras

A Girl Up fez parceria com influenciadoras conhecidas nas redes sociais dos adolescentes, como Miley e Mary Oliveira, Victo´ria Collen, Mari’i Guajajara, Isa Paoli e Alexia Brito que, juntas, falam para quase 2,5 milhões de seguidores. Em um dos vídeos da campanha, uma jovem lembra que, aos adolescentes, não basta apenas tirar o título, mas também compreender o cenário eleitoral para votar de forma consciente. “No que impacta esse voto de fato, no que impacta eu fazer uma escolha errada?” pergunta Christiane Almeida no vídeo.

Segundo Letícia Bahia, a campanha existe justamente para pensar uma comunicação mais autêntica, horizontal, que se afaste do estereótipo do “jovem acomodado” e se fortaleça na perspectiva do diálogo com os adolescentes sobre política.

“Esse é o caminho. Uma tônica de linguagem que não tinha sido feita ainda no Brasil. Agora você olha a identidade visual das campanhas, os memes, os vídeos, as pessoas estão se divertindo para falar de eleições. Isso aumenta muito a chance de querer participar. Tem tido uma mistura entre as campanhas, isso é incrível”, comemorou.

“Depois do 4 de maio (prazo final para regularizar o título de eleitor a tempo de votar este ano) temos uma outra tarefa que é fazer essa galera de fato usar seu título.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui