Em Sena, reeducando se desliga de facção e comenta: “Perdi 20 anos da minha vida no crime”

0
54

Na manhã desta quinta-feira (5), pelo menos oito reeducandos que cumprem penas no presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, decidiram se desintegrar das facções criminosas e aceitar a Jesus. Na presença de pastores evangélicos, eles gravaram vídeos dando as boas novas e pedindo desculpas pelo o que foi cometido no passado.

Um dos arrependidos é Carlos Santiago que era conhecido no submundo do crime como “mediador” e integrava, segundo ele, uma conhecida facção criminosa. “Aconteceu um fato com a minha filha e, de certa forma, a culpa foi minha. A partir disso, e mediante a pregação da palavra de Deus, comecei a refletir e cheguei a essa decisão. Comecei no crime com 14 anos de idade. Hoje tenho 34 anos e percebo que perdi 20 anos da minha vida no crime. De agora em diante, quero trilhar novos caminhos”, disse ele.

Nas redes sociais, o pastor Toim Apolinário, um dos pregadores da palavra dentro do presídio, comemorou as conversões dos reeducandos. “Nesta quarta-feira estivemos no presídio onde mais 8 jovens de desligaram das facções criminosas. Toda honra e toda glória é do senhor Jesus Cristo. Trabalho este que vem sendo realizado há muito tempo também pelo pastor Júnior Braga, o Evangelista irmão José, por mim, dentre outros. Agradecemos também o apoio do juiz Fábio Farias e do diretor da unidade, o senhor Francisco de Assis”, comentou.

Com o aval do juiz de direito Fábio Farias e da direção do presídio, esse trabalho religioso vem ocorrendo há anos no presídio de Sena e já conseguiu alcançar dezenas de reeducandos que hoje se encontram no Bloco da Bênção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui