Santa Catarina é o estado com o gás de cozinha mais caro do Brasil, a R$ 160

Os dados foram levantados pelo Observatório Social da Petrobras (OSP), organização ligada à Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).

0
34

O botijão de gás mais caro do país na semana passada foi encontrado em Santa Catarina, no município de Caçador (400 km de Florianópolis), de acordo com dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). No bairro Martello, o botijão com 13 kg saía por R$ 160 entre 1° e 7 de maio.

Os botijões mais baratos na última semana custavam R$ 88, e podiam ser encontrados em Saquarema (RJ) e Feira de Santana (BA).

Foram pesquisados 3.907 postos em todo o país, e o preço médio foi de R$ 113,11 – alguns centavos a menos que a média da semana anterior, de R$ 113,50, a maior da série histórica, iniciada em 2001.

No começo de abril, a Petrobras anunciou que o quilo do GLP (gás liquefeito de petróleo) ficaria 5,5% mais barato, “acompanhando a evolução dos preços internacionais e da taxa de câmbio”. Entretanto, essa redução não pôde ser observada nos preços praticados pelos revendedores, conforme mostra o levantamento da ANP.

Preço médio do gás por semana

  • 6 a 12 de março: R$ 102,41
  • 13 a 19 de março: R$ 112,54
  • 20 a 26 de março: R$ 113,24
  • 27 de março a 2 de abril: R$ 113,63
  • 3 a 9 de abril: R$ 113,54
  • 10 a 16 de abril: R$ 113,66
  • 17 a 23 de abril: R$ 113,24
  • 24 a 30 de abril: R$ 113,50
  • 1° a 7 de maio: R$ 113,11.

Maior preço do século

O preço do botijão de gás de 13 kg bateu recorde histórico na última semana de abril. O valor médio de R$ 113,50 foi o maior, descontado a inflação, desde o início da série histórica do levantamento de preços da ANP, em 2001.

O valor representa 9,4% do salário mínimo, o patamar mais elevado desde março de 2007 – quando o botijão custava R$ 33,06 e o salário mínimo era de R$ 350.

Os dados foram levantados pelo Observatório Social da Petrobras (OSP), organização ligada à Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), com base no preço médio mensal do GLP e na média de valores semanais de revenda no mês de abril, divulgados pela ANP.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui