Bovinos: 50 animais morrem em Sena Madureira após surto de raiva

A veterinária Aline, representante do Idaf em Sena Madureira, detalhou mais sobre a raiva bovina transmitida pelo morcego

0
53

Integrantes do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) já têm em mãos o resultado dos exames feitos com relação às mortes de vários bovinos em propriedades do Rio Iaco, em Sena Madureira. A confirmação de é que as mortes foram causadas pela raiva, uma doença infecciosa causada por um vírus e caracterizada por lesões do sistema nervoso central.

Recentemente, uma equipe do Idaf de Sena Madureira, liderada pela veterinária Aline, esteve fazendo uma vistoria  in loco e adotando todas as medidas pertinentes. Ele esteve acompanhada do Dr. Vinícius e do técnico Valcenir. A princípio, houve apenas uma suspeita, entretanto, os exames acabaram confirmando a raiva bovina.

De acordo com o levantamento, de um ano para cá, em torno de 50 animais dessas propriedades acabaram morrendo após serem acometidos pela doença.

A veterinária Aline, representante do Idaf em Sena Madureira, detalhou mais sobre a raiva bovina transmitida pelo morcego. “Um dos sintomas iniciais é o animal ter paralisia, ou seja, ele vai cair os quartos e não poder andar. É uma incoordenação motora bem grave. Fica muito reativo a barulho, salivação, ranger de dentes, dificuldades para urinar e defecar. Vale lembrar que não tem reversão do caso. Orientamos que os produtores não manipulem o animal, não tentem aplicar medicamentos, dar água, porque não tem remédio. A raiva bovina pode ser transmitida para o ser humano através do contato da saliva. O vírus se multiplica nas glândulas salivares”, frisou.

Para ela, a vacinação é imprescindível. “A vacinação é a única forma de prevenção da raiva e tem que ser feita uma dose e com o intervalo de 30 dias fazer o reforço. Naquelas regiões onde há a presença de morcegos, oriento os produtores a vacinarem a cada seis meses”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui