Cidades do Acre enfrentam aumento expressivo de doenças diarreicas

0
21

Um alerta foi lançado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) na tarde desta quarta-feira (23).

Trata-se do aumento de casos de doenças diarreicas no interior do Acre.

Na Semana Epidemiológica (SE) 23, as notificações das doenças diarreicas agudas (DDA) aumentaram 32,2%, se comparadas ao mesmo período de 2021, é o que diz a nota divulgada pela Agência de Notícias do Governo.

Apesar de oito municípios estarem acima do limite superior, de acordo com a série histórica 2012-2022, o Estado se mantém fora da situação de surto. Ocorre que o período de maior aumento de casos de DDA é durante a estiagem, que começa na segunda quinzena de julho.

“Em 2021 a estiagem começou na segunda quinzena de junho, e este ano os rios já apresentam baixa medição desde a primeira quinzena de maio. Os municípios da regional do Juruá, Feijó e Tarauacá, apresentam notificações acima do limite superior”, explicou a chefe do Núcleo de Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar da Vigilância em Saúde (DTHA) da Sesacre, Débora dos Santos.

Os municípios da regional do Alto Acre, Brasileia e Epitaciolândia encerraram a SE 23 acima do limite superior. O município de Xapuri não informou até o fechamento do painel. Já os municípios do Baixo Acre, Jordão, Manoel Urbano, Sena Madureira e Senador Guiomard, encerraram a SE 23 acima do limite superior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui