Deputado bolsonarista critica juiz após prisão de Milton Ribeiro: “Deve ser apenas coincidência”, disse o deputado

"Deve ser apenas coincidência", disse o deputado Carlos Jordy (PL-RJ) ao citar decisões anteriores de Renato Borelli contra políticos

0
23

O deputado federal Carlos Jordy (PL-RJ), da base do presidente Jair Bolsonaro (PL), criticou o juiz federal Renato Coelho Borelli após a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro.

A prisão foi determinada por Renato Borelli. No mandado de prisão, cumprido nesta quarta-feira (22/6), ele cita corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência no suposto crime de favorecimento ilícito no Ministério da Educação.

Jordy usou as redes sociais para criticar a atuação do magistrado e citou outras decisões. O deputado já foi condenado a pagar multa por disseminar fake news.

“Juiz determina o uso obrigatório de máscaras e multa para Bolsonaro. Juiz torna Sérgio Camargo réu em queixa-crime feita por Tabata Amaral. Juiz decreta prisão de Milton Ribeiro. O que essas decisões têm comum? O juiz Renato Coelho Borelli. Mas deve ser apenas coincidência”, escreveu no Twitter.

O juiz federal Renato Borelli já deu decisões contra políticos como o presidente Jair Bolsonaro e o ex-prefeito do Rio Marcelo Crivella (Republicanos).

 

A prisão

A Polícia Federal prendeu preventivamente o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, na manhã desta quarta-feira (22/6), em operação que investiga esquema de corrupção envolvendo pastores evangélicos durante a gestão dele à frente do MEC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui