IBGE ameaça adiar Censo se tiver de incluir questão sobre orientação sexual.

A inclusão de questões sobre sexualidade e identidade de gênero adiaria o Censo e custaria mais recursos.

0
86

 

Em novo comunicado publicado ontem, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) alega que “não é possível incluir no questionário perguntas sobre ‘orientação sexual/identidade de gênero'” e que, se tiver de incluí-las, adiará o Censo 2022, “como única alternativa possível”.

A manifestação é em resposta a decisão da Justiça Federal do Acre, determinada na última sexta (3). De acordo com o IBGE, a medida da Justiça pode resultar em impactos financeiros para o Instituto e qualitativos para as respostas ao questionário – já que a alteração dos sistemas do Censo, “põe em risco considerável toda a operação censitária”. O comunicado afirma que o aumento de custos de recursos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui