IPCA: inflação em Rio Branco fica em 0,21% em maio e desacelera para 11,33% em 12 meses

Capital acreana foi a que teve segunda menor inflação do país em maio. Resultado foi favorecido pela queda de 10,58% no custo da energia elétrica.

0
82

Influenciado pela queda de 10,58% no custo da energia elétrica, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, desacelerou para 0,21% em maio em Rio Branco, após alta de 0,90 em abril. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Trata-se da menor variação mensal desde janeiro de 2020, quando teve um recuo de 0,21%. Em maio de 2021, a variação havia sido de 0,93%.

Em 12 meses, o IPCA passou a acumular alta de 11,33%, contra o 12,13% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. No acumulado do ano, os preços ao consumidor subiram em média 4,33% na capital acreana.

O índice estadual ficou abaixo do percentual médio do país, de 0,47%. No Brasil, essa foi a maior variação para um mês de abril do ano passado, quando ficou em 0,31%.

Segundo o IBGE, sete dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados tiveram alta em maio. O grupo que mais pesou na inflação do mês passado em Rio Branco foi o de transporte.

Inflação para cada um dos 9 grupos

  • Transportes: 1,61%
  • Alimentação e bebidas: 0,72%
  • Habitação: -4,52%
  • Artigos de residência: 0,99%
  • Vestuário: -0,83%
  • Saúde e cuidados pessoais: 1,29%
  • Despesas pessoais: 0,88%
  • Educação: 0,38%
  • Comunicação: 0,55%

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui