Mesmo com escândalo, Bolsonaro queria volta de Milton Ribeiro ao MEC

Presidente afirmou que saída do ex-ministro seria temporária

0
24

Mesmo após a explosão do escândalo de corrupção envolvendo Milton Ribeiro, Jair Bolsonaro planejava renomeá-lo para o comando do Ministério da Educação.

A ideia de Bolsonaro era que a PF inocentasse o ministro, que retornaria com status de injustiçado. O plano foi exposto pelo presidente na cerimônia no final de março em que ministros deixaram os cargos para concorrer a cargo eletivo:

“Não está aqui infelizmente o nosso ministro Milton, que nos deixou temporariamente”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui