Situação crítica no pronto socorro e hospital de urgência e emergência de Rio Branco

0
90
Foto: Jardy Lopes e Juan Dias
Nesse domingo, logo cedo pela manhã, estivemos, Eu e os meus colegas deputados @dr_jenilson, @edvaldomagalhaes.ac, @nenemalmeida_ac e @deputadojonaslima, realizando uma visita ao Pronto Socorro de Rio Branco, para averiguar pessoalmente a situação do atendimento pediátrico às crianças acometidas com Síndrome Respiratória Aguda Grave – SRAG.
A situação que vimos foi de cortar o coração. Os profissionais da maior unidade de referência em Urgência e Emergência do nosso Estado se desdobrando pra prestar o melhor atendimento possível, mas, sofrendo, junto com os pacientes e seus familiares, com os poucos leitos, com uma escala de trabalho insuficiente e com a falta de medicamentos e insumos básicos.
Hoje pela manhã, por exemplo, não havia dipirona, dimenidrinato (o popular Dramin), salbutamol (o popular Aerolin) e nem sulfato de magnésio, todos medicamentos básicos essenciais para intervenções em pacientes infantis com SRAG.
Isso sem contar que, como não está havendo escala de pediatria nas UPAs, todas as demandas infantis estão desaguando ou no Hospital da Criança ou no PS/HUERB. Sem uma clasisicação de risco adequada, as situações ambulatoriais acabam se misturando com as situações de urgência e emergência e aí não precisa nem ser da área de Saúde pra saber o caos que resulta disso, né!?
Governador @gladsoncameli, quando o senhor retornar de seu passeio à Suiça – pra onde o senhor deve ter ido para esquiar ou, quem sabe, pra abrir uma conta em algum banco suíço – dê uma passadinha lá no PS/HUERB. Pode ser que, ao ver o problema pessoalmente, Vossa Excelência se sensibilize e adote as medidas cabíveis para resolver a situação.
De com informações repassadas nas redes sociais pelo deputado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui