Especialista em vida selvagem perde parte de antebraço após ataque de jacaré

0
50

Um especialista em vida selvagem perdeu parte do antebraço esquerdo depois de ser atacado por um aligátor (jacaré americano) pela segunda vez em uma década. Desta vez, porém, o estrago foi bem mais grave.

O antebraço de Greg Graziani ficou pendurado por um tendão após o ataque brutal durante interação de rotina, ocorrido no Gator Gardens, em Venus (Flórida, EUA), em 17 de agosto.

O jacaré esmagou o braço do homem de 53 anos, informou o “Tampa Bay Times”, conforme mostra o exame de raio-X.

Os médicos tiveram que destorcer o músculo seis vezes enquanto completavam a cirurgia de amputação.

Graziani, que é apaixonado por répteis desde os 7 anos de idade, passou nove horas na mesa de cirurgia, e os médicos, após tentarem recuperar o antebraço, acabaram realizando a amputação alguns centímetros abaixo do cotovelo esquerdo, em outro procedimento, dias depois. Metade de seu antebraço foi preservada.

“Toda vez que trabalhamos com qualquer um de nossos animais, nunca deixamos de reconhecer a gravidade da situação. Isso é algo que Greg e as pessoas que o amam sempre aceitaram. Estamos trabalhando com um animal onde a colaboração e o treinamento entre espécies é algo que se ensina, e geralmente vai contra alguns instintos naturais. Isso é verdade para todos eles – desde os jacarés até o nosso terrier. Cada animal recebe um nível de respeito e reconhecimento por seu poder, comportamento, instintos naturais e treinamento”, escreveu a direção do Gator Gardens na sua página no Facebook. “Esse incidente poderia facilmente ter sido uma tragédia fatal. Quanto ao jacaré envolvido, ele não se feriu e continuará aqui conosco como um valioso membro do zoológico”, acrescentou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui