Justiça reduz sentença de dupla que matou quatro em chacina no interior do Acre; revisão foi de 32 anos

0
37

Após dois anos da condenação de Isaquiel Nascimento Teixeira e Antônio Russenildo Lopes pela morte de quatro pessoas em uma chacina, na cidade de Assis Brasil, no interior do Acre, a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre, reduziu a penas dois em 32 anos.

Os dois acusados foram condenados juntos a 318 anos de prisão, em outubro de 2020. Mas, eles recorreram.

Teixeira recebeu na época pena de 164 anos de prisão pelos crimes de homicídio qualificado, tentativa de homicídio qualificado, lesão corporal e por integrar organização criminosa. A pena dele caiu em 16 anos e ficou fixada em 148 e quatro meses.

Já Lopes recebeu pena de 154 anos também por homicídio e tentativa de homicídio qualificado e por participar de organização criminosa. Com a revisão, ele deve responder apenas a 139 anos e 8 meses, com uma redução de 15 anos.

“Em razão das modificações realizadas, fixo a pena de Antônio Russenildo Lopes em cento e trinta e nove anos e oito meses de reclusão e de Isaquiel Nascimento Teixeira em cento e quarenta e oito anos e quatro meses de reclusão e seis meses de detenção”, diz parte do acórdão do dia 26 de agosto.

O crime ocorreu no dia 1º de julho de 2018 quando as vítimas tiveram a casa invadida por um grupo armado, no bairro Bela Vista. Na época, a Polícia Militar informou que as vítimas faziam uma reunião entre integrantes de uma facção rival, quando foram executados por um grupo rival. Outras quatro pessoas ficaram feridas na ação.

As condenações dos dois são pelas mortes de Lucas Klauman da Silva, Francinildo Moçambite da Silva, Renato Moçambite da Silva, Luis Felipe Gonçalves. Além das lesões corporais e tentativas de homicídios, os dois foram inocentados pelo crime de corrupção de menores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui