No Crea, JV e Marcus Alexandre apresentam propostas: “O Acre precisa de obras”

0
32

Os candidatos da Federação Brasil da Esperança ao governo, Jorge Viana (PT) e Marcus Alexandre (PT) participaram de sabatina com profissionais Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Acre (CREA/AC).

“Sem o apoio desses profissionais nós não vamos poder fazer a retomada do Acre como a gente sonha. O Estado precisa de obras, investimentos, de trabalho para as pessoas, para assim, poder ter um novo desenvolvimento. Para isso, que viemos aqui debater, ouvir e apresentar nossos compromissos para fazer o Acre voltar a se desenvolver novamente e sair desse atraso que se encontra”, disse o ex-governador.

Carmen Nardino, presidente do CREA, disse que a ida dos candidatos ao conselho foi importante. “Podemos ver na apresentação do plano de governo aonde a engenharia está presente”. Eles nos deram uma demonstração de que um governo precisa da engenharia para o desenvolvimento. Vimos aqui os projetos para a infraestrutura, economia, um programa voltando também para os jovens, criando oportunidades de trabalho e desenvolvendo o nosso Estado com obras, reduzindo o déficit habitacional. Ficamos muito satisfeitos”, avaliou a presidente.

Jorge e Marcus são engenheiros florestal e civil, respectivamente. Foi por meio da formação superior em engenharia civil que Marcus Alexandre mudou-se para o Acre, com o projeto de contribuir com o Estado num período que estava em pleno desenvolvimento, realizando obras. Marcus contou que está inscrito no CREA há 23 anos com seu registro profissional.

“São categorias que nos ajudaram muito na construção civil, nas engenharias, a promover grandes investimentos e é o nosso sonho. Foi isso que nós tratamos aqui da importância de envolver os profissionais nas nossas ações, de gerar emprego e renda a partir dos nossos investimentos e das obras. Para voltar acontecer aquilo que a gente tinha, com planejamento, organização, boas equipes técnicas e também ter oportunidade para que esses profissionais possam trabalhar aqui no Acre e não ir para outras regiões do Brasil.” finalizou Marcus.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui