Dnit diz que situação da BR-364 é grave e quase todo orçamento já foi utilizado

0
13

Segundo Carlos Henrique de Assis Moraes, Superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a BR-364 está com uma condição de trafegabilidade muito preocupante.

“A condição atual é reflexo única e exclusivamente do pouco orçamento disponibilizado para o DNIT, além dos problemas naturais e de implantação mal sucedidas. Ela precisa ser quase que integralmente reconstruída. Seria uma obra muito cara”, disse à reportagem do ContilNet.

Carlos afirma que o DNIT faz o possível com os recursos disponíveis para manutenção, que também estão aquém do necessário. Segundo ele, há uma cobertura contratual de manutenção em 100% do trecho, não apenas da BR-364, mas de toda malha rodoviária acreana.

“Não basta ter o contrato, é preciso ter recursos de execução”, destaca.

O superintendente explicou que existe, atualmente, uma restrição orçamentária muito severa, em nível nacional, não apenas no Acre.

“A situação se assevera pelas más condições estruturais da BR-364: deficiências de drenagem e um alto custo, por estarmos distantes dos centros produtores de insumos necessários, principalmente a pedra (brita), essencial para as obras. A pedra que usamos no Acre vem de Rondônia, e isso a encarece demais. Num cenário nacional de restrição orçamentária, sofremos mais que outros estados. Enquanto em MG o metro cúbico de pedra está na ordem de 70 a 100 reais, aqui, chegando em Cruzeiro do Sul, custa 10 vezes mais do que isso”, afirma.

O superintendente ainda deixa claro que o DNIT está praticamente de mãos atadas. “Neste ano, já gastamos praticamente quase todo o orçamento, isso nos obriga a focar em serviços extremamente prioritários. Vindo suplementação orçamentária, temos condições de retomar os serviços, mas já de uma forma comprometida ou prejudicada, por conta do período chuvoso se avizinhando” conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui