Empresário é acusado de enviar caixão a primo com câncer: “Cancinho”

0
52

O empresário Thiago Brennand, investigado por denúncias de assédio e estupro contra várias mulheres, e por agredir uma atriz em academia de São Paulo, é acusado de enviar ameaças ao próprio primo.

Em entrevista ao Fantástico, exibida na noite de domingo (4/9), o primo de Thiago, Jason Vieira, que enfrenta um câncer, disse que o empresário enviou um caixão e deixou na porta de sua casa.

“Ele mandou entregar um caixão na minha casa. Sou primo legítimo dele. O pai dele é irmão da minha mãe”, contou Jason.

O primo do empresário também mostrou áudios em que Thiago aparece zombando de seu estado de saúde.

“Já está todo mundo sabendo da metástase, Cancinho. Que pena, hein? Parece ferrugem no teu corpo, não é?”, afirmou o empresário ao primo, em mensagem de áudio.

Jason afirmou que o primo o apelidou de “Cancinho”, em referência ao câncer que enfrenta.

“Ele mandou uma coroa de flores para mim, já. Jason do câncer, Cancinho. Descanse em paz. Ele me chama de Cancinho. [Em relação ao] câncer que eu tenho”, disse.

Ameaças
Questionado pelo Fantástico, Jason afirmou que nunca se intimidou diante das ameaças do primo. Ele afirmou que os pais de Thiago “sofrem” com o empresário “há muito tempo”.

Jason também afirmou que, apesar de se declarar como empresário, Thiago vive com o dinheiro do negócio dos pais, empresários do ramo hospitalar.

“Eu nunca engoli calado as ameaças dele. Meu tio e minha tia que são meus padrinhos sofrem com esse cara há muito tempo. Demais, e são pessoas muito boas, trabalhadores. A gente tem que deixar claro que Thiago não é um empresário, é um herdeiro profissional”, declarou.

Quem é Thiago Brennand?
No fim de agosto, Thiago Antonio Brennand foi denunciado pela empresária Helena Gomes, que revelou ter sido agredida fisicamente por ele, na academia, além de ter recebido uma cusparada no rosto após uma discussão.

Nas redes sociais, o homem ostenta uma vida de luxo e um arsenal de armas de fogo. Ele afirma ser o maior colecionador da América Latina.

Agora, novas denúncias corroboram com os depoimentos da vítima. Ao menos 15 mulheres afirmam que foram agredidas física, sexual ou verbalmente, ou ameaçadas por Thiago. As agressões incluiriam um estupro e até mesmo uma tatuagem forçada com as iniciais do empresário: TVP.

No domingo (4/9), o Ministério Público de São Paulo denunciou Thiago. O promotor Bruno César Cruz de Assis denunciou o homem à Justiça por lesão corporal contra a mulher e corrupção de menores.

Na peça, o MPSP pede indenização de R$ 100 mil em danos morais para a vítima. Como as agressões, registradas por câmeras de segurança, ocorreram na presença do filho do empresário e o menino, com menos de 18 anos, ofendeu a mulher, o promotor considerou a prática de corrupção de menores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui