No Acre, criança de 3 anos precisa de ajuda para realizar cirurgia nos testículos; problema é raro

0
11

Os pais do garoto acreano Lorenzo de Oliveira Lopes, de apenas três anos de idade, iniciaram campanha nas redes sociais visando arrecadar recursos para uma cirurgia cara e urgente.

Lorenzo sofre com dores e efeitos de uma má formação denominada Criptorquidia, ou testículos não descidos, que pode ocorrer em até 4% das crianças nascidas a termo e em até 45% nos meninos nascidos prematuramente. Não existe cobertura para a cirurgia na rede de Saúde Pública do Acre, sendo que o custo para realizá-la sai, em média, por R$ 17 mil.

Um dos testículos do menino está localizado no abdómem (veja figura), causando dores frequentes e o risco de, no mínimo, Lorenzo não poder ter filhos em idade adulta. O agravante, é que a Criptorquidia pode aumentar o risco de hérnias, torção e até câncer de testículo.

Tratamento da Criptorquidia

O tratamento da Criptorquidia não é apenas uma questão estética. Após a fase gestacional, os testículos necessitam de uma temperatura ideal para se desenvolverem. E essa temperatura é alcançada apenas dentro da bolsa testicular.

Segundo especialistas, o ideal é que os meninos recém nascidos diagnosticados com Criptorquia sejam submetidos ao tratamento cirúrgico antes de completarem 1 ano de vida. Após esse período, estudos mostram que os prejuízos no sistema reprodutor podem ser bastante grandes. No caso de Lorenzo, que tem já três anos de idade, a necessidade de intervenção cirúrgica é urgente e inadiável.

“Existem várias formas de ajudar o próximo”, nos conta emocionado Joel Lopes, pai de Lourenço. “Netas horas, a gente percebe que necessitamos uns dos outros, não nascemos apenas para nós mesmos. Nesse momento, peço ajuda, não é cirurgia de risco, mas se eu não fizer nada, meu filho terá problemas sérios em breve”.

Para quem puder colaborar, a família disponibilizou os dados bancários para ajuda: Chave Pix CPF: 031.393.222-08, de Raimundo Joel Lopez de Lima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui