SRAG: Acre está entre os estados com crescimento a longo prazo em crianças, diz Fiocruz

0
38

A Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) divulgou, nesta sexta-feira (2), o Boletim InfoGripe da semana 34 de 2022, que avalia dados do período de 21 a 27 de agosto. O instrumento aponta um crescimento dos casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em crianças.

Inicialmente, o Boletim mostra um sinal de queda na tendência de longo prazo da população geral, o que considera as últimas seis semanas, e estabilidade na tendência de curto prazo – últimas três semanas. A curva nacional segue em estabilização, em patamar similar ao mantido no mês de abril, o mais baixo desde o início da pandemia.

Ocorre que, mesmo com esse cenário positivo, os dados também demonstram o aumento recente no número de casos entre crianças e adolescentes (0 a 17 anos) nas primeiras semanas de agosto em diversos estados do país, sendo a taxa de crescimento maior na faixa de 5 a 11 anos.

Acre, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Roraima e São Paulo são as unidades federativas com maior crescimento. Em todos esses estados o crescimento recente se concentra na população de 0 a 17 anos de idade, não sendo observada na população adulta.

De acordo com o documento, “dados laboratoriais ainda não permitem inferir com clareza o vírus associado a este aumento. No entanto, dados preliminares em alguns estados das regiões Sul e Centro-oeste apontam para predomínio de casos positivos de rinovírus nesse público e período”.

A Fiocruz alerta que, por se tratar de um crescimento específico no público infantil, também associado ao retorno das aulas, pós férias, é importante reforçar os cuidados mínimos como a ventilação das salas de aula e o respeito ao isolamento das crianças com sintomas de infecção respiratória para tratamento adequado e preservação da saúde da família escolar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui