Bernadete e o compromisso do Estado com o bem-estar social

0
38

A data de 28 de outubro é reservada para celebrar o Dia do Servidor Público, institucionalizada em 1939 para destacar os trabalhadores que se voltam diariamente à garantia do direito da população ao acesso a serviços públicos de qualidade, promovendo a cidadania e o fortalecimento da democracia.

A Secretaria de Assistência Social, dos Direitos Humanos e Políticas para as Mulheres do Acre (SEASDHM) conta com a colaboração de diversos profissionais empenhados na garantia de direitos e na fortificação de políticas públicas.

Mineira de Belo Horizonte, Bernadete encontrou acolhimento e desenvolvimento profissional a mais de 3,5 mil km de sua terra natal. Foto: Franklin Costa/SEASDHM

Entre os servidores da pasta, Bernadete de Lourdes Lucchesi é psicóloga e se volta a proporcionar assistência social de qualidade para a população acreana. Atualmente, compõe a equipe da Diretoria de Políticas de Assistência Social da pasta, por meio do Departamento de Programas e Projetos Especiais, onde trabalha com a gestão de emendas parlamentares e programas do governo estadual.

No ambiente profissional, é visível o comprometimento que Bernadete tem com a consolidação e engrandecimento da assistência social no estado. Uma preocupação compartilhada com os colegas de trabalho e a atual gestão, que visa ir além do assistencialismo momentâneo, buscando gerar também transformações na vida de pessoas em vulnerabilidade social.

Fortalecimento da política pública

“Com a política de assistência social, o governo está conquistando maior alcance e avanços significativos, destacando-se por seu diferencial e possibilitando melhor atendimento aos programas e serviços da assistência social para a população”, afirma.

“A formação em psicologia apurou meu olhar para o coletivo, aprimorando meu desenvolvimento com a assistência social”, explica Bernadete. Foto: Franklin Costa/SEASDHM

As demandas referentes ao cofinanciamento estadual durante a pandemia, por exemplo, foram um marco para os gestores estaduais e municipais, ao direcionar R$ 4 milhões para ações de assistência social nos 22 municípios acreanos, cumprindo o que é missão do Estado.

Assim foi também com o programa Auxílio do Bem, que acrescentou renda a mais de 2.500 famílias e unidades assistenciais acreanas durante a pandemia de covid-19, uma alternativa encontrada pelo governo do Acre para atender pessoas em vulnerabilidade social em um momento globalmente crítico.

Outro ponto importante lembrado pela servidora é a viabilização de recursos para a implantação de equipamentos voltados à população migrante e para pessoas em situação de rua.

Ana Paula Ferreira é a parceira de sala e de tarefas de Bernadete, duas mineiras que desenvolveram companheirismo e comprometimento ao fortalecer a política da assistência social do Acre. Foto: Franklin Costa/SEASDHM

Momento de mudança

Durante o período pandêmico, a SEASDHM foi fundamental para intervir positivamente na vida de muitas famílias carentes, com o planejamento de estratégias e a execução de ações significativas de mudança de vidas.

“Ainda temos muito o que conquistar, mas estamos trilhando um promissor caminho, com o Estado mais presente na vida dos acreanos que necessitam do pleno funcionamento da rede de assistência social”, afirma. Foto: Franklin Costa/SEASDHM

Bernadete destaca: “Foi um momento de mudança, acompanhado de muitos questionamentos e reflexões, tanto para questões pessoais quanto profissionais, o qual transformou a minha visão quanto ao nosso papel e potencial como profissional de assistência social. Tiro satisfação de ter contribuído para um governo atuante e competente num momento crucial para a população”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui