Delegada denuncia comandante da PM por importunação sexual

0
55

Uma delegada da Polícia Civil denunciou o comandante da Polícia Militar, que atua na Polícia Rodoviária Estadual (PRE), em Paranaíba (MS), por importunação sexual em um restaurante. O suspeito chegou a ser preso e passou por audiência de custódia no domingo (23)

“Você faz marca de biquíni e depois fica escondendo”, relatou a delegada sobre a fala do comandante da Polícia Militar.

Segundo o boletim de ocorrência, o caso de importunação aconteceu no sábado (22) e a delegada relatou que aguardava o marido – também delegado – pagar a conta no estabelecimento. Segundo ela, foi nesse momento que o comandante, que estava próximo, passou a fazer comentários libidinosos contra ela.

A autoridade policial disse que a frase desrespeitosa foi repetida duas vezes pelo comandante. Ela contou que ele falou a primeira frase e logo em seguida a outra frase. Ela disse que pediu para que ele repetisse o que tinha falado.

De acordo com registro policial, ao ser informado do ocorrido, o marido da delegada questionou o homem, que negou ter dito algo desrespeitoso e ainda alegou ter apenas cumprimentado a vítima.

Em dado momento, o homem revelou que está na cidade há cerca de 10 meses e era o comandante da PM. O marido da delegada deu ordem de prisão ao suspeito e os próprios colegas de farda foram chamados para acompanhar o comandante até a delegacia.

Segundo o boletim, o suspeito, que apresentava sinais de embriaguez, passou a desacatar policiais civis. O comandante negou ter dito o que a delegada afirma ter escutado. Por não ter uma cela especial em Paranaíba, o homem foi transferido para Campo Grande.

O que diz a Polícia sobre o caso
Em nota, a Polícia Militar informou que o caso será investigado.

“Em atenção à solicitação feita por Vossa Senhoria, a Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul informa que o caso será investigado mediante Inquérito Policial”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui