Elon Musk (finalmente) compra Twitter e faz anúncio pela rede social

0
38

O dono da empresa de carros elétricos, Elon Musk, acaba de anunciar a aquisição da rede social Twitter pelo preço original, de US$ 44 bilhões. Em um post na plataforma, o bilionário publicou uma nota comunicando o fato aos investidores.

Na carta publicada, Elon Musk afirma que a razão para comprar o Twitter se deve à importância de uma “praça comum” no meio digital para todas as pessoas.

A notícia pegou os investidores de surpresa logo nos primeiros minutos da abertura dos mercados nos Estados Unidos. Por volta das 10h50, os papéis do Twitter subiam 1,11%, cotados a US$ 53,94 na bolsa de Nasdaq.

Elon Musk e Twitter: na beira do abismo

O CEO da Tesla tinha até às 18h de amanhã para fechar o acordo de compra com a rede social. Quem estipulou o prazo para finalmente encerrar a novela entre o bilionário e a empresa de mídia social foi um juiz do Tribunal de Equidade de Delaware, nos Estados Unidos.

Em abril, Elon Musk havia concordado em comprar o Twitter por US$ 54,20 por ação, totalizando o montante de US$ 44 bilhões.

Porém, semanas depois, o bilionário tentou encerrar o acordo, citando preocupações com o número de bots na rede social e alegando que a quantidade era maior que a informada pelo Twitter.

Em defesa, o Twitter afirmou ter entregue todas as informações de auditoria de forma precisa e, desde meados de julho, exigia judicialmente que o bilionário honrasse sua oferta.

A mais recente batalha entre o CEO da Tesla e a empresa de mídia social foi o cancelamento dos litígios pelo Twitter, uma vez que o bilionário afirmava que, como ele seguiria em frente com o acordo de compra da plataforma, os processos deveriam ser encerrados.

No mês passado, a rede social negou o pedido. Não se sabe, porém, se o acordo de compra fechado nesta quinta-feira (27) incluiu a multa solicitada anteriormente pela empresa.

Quem pagou a compra do Twitter?

Além disso, quando Musk anunciou que pretendia comprar a rede social, a pergunta que permaneceu no ar foi: como o bilionário iria pagar pelo Twitter? Afinal, boa parte de sua fortuna está em ações da Tesla e outros ativos de baixa liquidez.

Para isso, o bilionário contou com uma ajuda de peso em financiamentos. Vale destacar, porém, que as fontes de financiamento também não foram divulgadas pelo executivo.

Em abril deste ano, o Apollo Global Management, fundo dono do Yahoo, havia anunciado que estava disposto a participar do negócio como financiador. Mas, segundo a Bloomberg, o fundo havia decidido há meses não emprestar mais dinheiro a Musk para o fechamento da compra.

Elon Musk e a visita ao Twitter

Na quarta-feira, antes de anunciar oficialmente a compra, Elon Musk visitou a sede do Twitter em São Francisco. O bilionário publicou na rede social um curto vídeo de si mesmo carregando uma pia de porcelana para dentro do prédio.

A legenda do tweet era: “Entrando no QG do Twitter. Deixe isso absorver”. Basicamente, em um trocadilho com a palavra em inglês “sink“, que significa “pia”, e a expressão “sink in“, que, em tradução livre, seria algo como “absorver”.

Horas antes da publicação, o bilionário também havia insinuado ser o principal chefe da empresa, após atualizar a biografia de seu perfil no Twitter para “Chief Twit”, ou “chefe do Twitter”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui