Em Epitaciolândia, Homem morre em guerra de facções pela disputa de territórios

0
103

Alexsander Fadel Neves, de 42 anos, vulgo”Mãozinha”, foi morto com vários tiros no início da tarde deste domingo (23), na rua Ana Souza Lira, no Bairro Beira Rio, mais conhecida como a Invasão da Nazinha, no município de Epitaciolândia, no interior do Acre.

Segundo informações da polícia, “Mãozinha” estava sentado em uma cadeira com a própria filha nos braços em um pequeno comércio, quando homens ainda não identificado, de posse de armas de fogos, mandaram a vítima largar a criança. Ao soltar a criança, Fadel foi morto com cinco tiros, que atingiram a cabeça, o pescoço e o abdômen. Após a ação, os criminosos fugiram do local.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e uma ambulância de suporte avançado foi ao local, mas quando os socorristas chegaram, constaram que “Mãozinha” já estava sem vida.

Policiais militares estiveram no local e realizaram ronda na região, na tentativa de prender os autores do crime, mas nenhum suspeito foi encontrado até o fechamento desta matéria.

A PM também isolou a área para os trabalhos da perícia, e após os primeiros levantamentos, o corpo da vítima foi recolhido e colocado em uma viatura da Polícia Civil e aguardará para ser encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) em Rio Branco, tendo em vista que o Rabecão estava em Assis Brasil, onde foi buscar o corpo de um jovem vítima de suicídio.

Ainda segundo a polícia, a motivação do crime pode ter sido a guerra entre facções criminosas, pois “Mãozinha” seria líder da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) e teria sido morto por membros do Comando Vermelho (CV), na disputa de território pela venda e passagem de drogas na região.

O caso vai ser investigado por agentes de Polícia Civil de Epitaciolândia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui