Ponte do Anel viário de Brasileia-Epitaciolândia beneficiará mais de 44 mil pessoas

0
62

Menos distância para mais de 44 mil pessoas. Abre-se uma nova passagem com a ponte do anel viário de Brasileia-Epitaciolândia, que trará um impacto social e econômico não apenas para a região, mas para todo o estado.

Com o anel viário, o governo do Acre, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (Deracre), facilitará a circulação de veículos entre os municípios, além de trazer benefícios para a região.

A obra vai trazer vantagens para Brasileia, além de facilitar o transporte de cargas da estrada do Pacífico, exportação de produtos agrícolas e a geração de emprego.

“Com a ponte de Brasileia vamos tirar o trânsito pesado da cidade, que são aqueles veículos com peso bruto, acima de 3.500 quilos”, destaca o engenheiro civil da empresa JDS, Nelson Sepero.

Engenheiro civil da JDS, Nelson Sepero. Foto: Cleiton Lopes/Secom.
Sepero também conta: “Já avançamos muito e a obra já está com cerca de 70% de execução, e agora estamos concluindo as aduelas, isto é, componentes feitos de arame de aço, com uma estrutura forte e durável”.

Morador do Ramal do Anel, próximo da ponte do anel viário, Raimundo Barroso, aposentado, conta: “Cheguei em 2019, e o ramal era só mata e a gente vivia no atoleiro. Hoje, com a construção da ponte do Anel Viário, muita coisa mudou, o ramal do Anel agora é na piçarra, e a nossa terra está mais valorizada”.

Raimundo Barroso, aposentado. Foto: Cleiton Lopes/Secom.
O aposentado, diz que, acredita e continua esperando por mais melhorias.

Na construção da ponte, há uma média de 120 trabalhadores, a maioria da região. Com o avanço da obra, a previsão é que a entrega seja realizada em 2023, em meados de fevereiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui