Vereador é preso por quebrar medida protetiva contra ex-mulher no Acre

0
56

O delegado de Polícia Civil Erick Maciel, que está no plantão da delegacia de Brasiléia neste final de semana, cumpriu na manhã deste sábado, dia 22, o mandado de prisão em desfavor do vereador Rogério Pontes (PROS), por quebrar mais uma medida protetiva contra sua esposa, Yuna Gagarin.

Rogério Pontes deveria manter distancia da casa e ex-companheira ao menos por 500 metros, além de usar uma tornozeleira eletrônica, pelo motivo de agressões e ameaças, desde o mês de agosto passado.

O vereador não poderia ter contato de qualquer forma nem com parentes por quaisquer meios, afim de preservar a integridade física da ex-companheira. Também foi determinado o pagamento de uma fiança, da última vez, no valor de cinco mil reais para que fosse liberado.

Segundo o delegado, o Ministério Público do Acre foi acionado devido novas incidências por parte do edil, que pediu sua prisão junto à Comarca do Município. O Juiz de Direito, Doutor Clovis Lodi, acatou e emitiu o mandado de prisão preventiva, sendo cumprido na manhã deste sábado (22).

Sobre supostas agressões contra a ex-esposa e filhos, nada foi confirmado, a não ser ameaças e perseguições, motivos esses que levou a quebra da medida protetiva, resultando em sua prisão.

Disse ainda que Rogério poderá ser transferido para o presídio estadual Francisco de Oliveira Conde a qualquer momento, onde cumprirá a medida protetiva, pois, está aguardando o veículo para realizar sua transferência para a Capital.

Com esse agravante, Rogério poderá até perder seu mandato caso a Câmara de Brasiléia cumpra o Regimento Interno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui