CRIME VIRTUAL: Perfis fake expõem várias adolescentes em Sena; Pais cobram providências

Os denunciantes também estiveram na sede do Ministério Público mostrando a repercussão negativa na vida dos filhos.

0
170

Perfis fakes criados no Instagram vêm denegrindo, há dias, vários adolescentes na cidade de Sena Madureira, entre homens e mulheres. As postagens são de cunho ofensivo e não se limitam apenas a isso, também são de natureza sexual, inclusive com a publicação de fotos de menores de idade.

Desde que as mensagens começaram a se espalhar, pais das vítimas procuraram a Unidade de Segurança Pública para registrar o chamado Boletim de ocorrência, entretanto, até agora os criminosos ainda não foram identificados. Os denunciantes também estiveram na sede do Ministério Público mostrando a repercussão negativa na vida dos filhos.

Em face de ninguém ter sido preso até agora, os pais pretendem se deslocar até Rio Branco, à sede da corregedoria, para cobrar celeridade nas investigações: “Queremos que o poder público (justiça) esteja agindo com celeridade, pois registramos um Boletim de Ocorrência (B.O) junto a Delegacia de Polícia no dia 04 de Outubro e até hoje não obtivemos resposta. Nesse período já foram citadas muitas outras pessoas menores de idade.

“Já fomos várias vezes e até o momento só dizem que está investigando, já temos até suspeitos, sendo uma menor e um maior de idade.

Já fomos ao Ministério Público (MP) e nada. Iremos nos reunir para irmos junto a Corregedoria para que seja aplicada a lei”, comentou Aldemir da Silva.

Quem também está muito revoltada com a situação é a trabalhadora autônoma Sandra Mota Lima que fez uma espécie de desabafo no facebook:

“Convido cada um de vocês a refletirmos um pouco de um crime que vem sendo praticado com frequência e atinge diretamente muitas famílias. O crime em questão é o cyberbullying.

Você sabe o que é cyberbullying?

Será que você já foi vítima de cyberbullying?

Vamos conhecer…

Cyberbullying é o bullying realizado por meio das tecnologias digitais. Pode ocorrer nas mídias sociais, plataformas de mensagens, plataformas de jogos e celulares. É o comportamento repetido, com intuito de assustar, enfurecer ou envergonhar aqueles que são vítimas. Exemplos incluem:

Podem ser consideradas cyberbullying ações como:

– Exposição de fotografias ou montagens constrangedoras;
– Divulgação de fotografias íntimas;
– Críticas à aparência física, à opinião e ao comportamento social de indivíduos repetitivamente.

Os agressores geralmente usam de perfis falsos (fakes), acreditando estarem totalmente protegidos quanto à sua identidade real, ou simplesmente se manifestam pelo meio virtual por não ter que encarar a sua vítima pessoalmente.

Caso sofra cyberbullying, você talvez queira deletar certos aplicativos ou se desconectar por um tempo para poder se recuperar. Mas desconectar-se da internet não é uma solução a longo prazo. Todos nós queremos que o cyberbullying termine, por isso é tão importante denunciá-lo.

Pessoas que são vítimas de qualquer forma de violência, incluindo bullying e cyberbullying, têm direito à justiça, e os agressores devem ser responsabilizados. Leis contra o bullying, em particular sobre cyberbullying, são relativamente novas e não existem em todos os lugares. É por isso que vários países se apoiam em outras leis relevantes, tais como as que protegem contra o assédio, para punir os agressores virtuais. Em todos os casos, as punições previstas no Código Penal Brasileiro podem chegar a quatro anos de reclusão.

Pois é pessoal, minha família está passando por um grande desafio envolvendo uma de minhas filhas, que infelizmente está sendo vitima de criminosos virtuais. Os mesmos criaram páginas falsas que estão propagando mensagens mentirosas, sem dó, nem piedade, causando danos à reputação e integridade, contribuindo diretamente para sérias consequências a sua saúde emocional e consequentemente física. Minha filha atualmente tem apresentado um quadro de isolamento e tristeza. Enquanto mãe, tenho orado ao Senhor dia e noite para que sua saúde emocional venha ser restabelecida evitando assim, sérios problemas de ansiedade e outros transtornos.

A denuncia já foi feita e a justiça está trabalhando ferrenhamente para chegar aos criminosos, estou muito confiante que em breve serão identificados e punidos conforme previsto no Código Penal (Artigo 138, Artigo 138, Artigo 218-C do Código Penal Brasileiro incluído pela Lei 13.718, de 2018). Somente assim, esses infratores paguem e compreendam a dimensão do dano que eles estão causando na vida das pessoas.

Estou aqui, para pedir que orem por minha família, para que tudo termine bem, e que se por ventura esse tipo de crime estiver ocorrendo com sua família, não relute em denunciar para que a justiça seja feita com maior brevidade. Pois, são vidas que estão em jogo. Que jamais esqueçamos, de nos unirmos para combater as diversas formas de males que afetam a sociedade. Somente juntos poderemos vencer”.

As investigações a respeito das denúncias estão a cargo da Polícia Civil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui