Em Rio Branco, Homem é perseguido e tem casa cercada por bandidos que o executam a tiros

0
39

Um homem de 40 anos, foi executado com cinco tiros, no Beco do Ouricuri, na Travessa Judia, bairro Recanto dos Buritis, localizado na região do Segundo Distrito. O crime ocorreu na tarde desta segunda-feira, 14, em Rio Branco.

Segundo informações do Sgto Jackson, da PM, a guarnição foi acionada via copom, onde uma pessoa relatava que teria ocorrido uma tentativa de homicídio no Beco Ouricuri. De pronto, a equipe se deslocou até o local da ocorrência, para verificar os fatos. Ao chegar no endereço, os militares já encontraram alguns vestígios de sangue no percurso, e alguns objetos como sandálias, bicicleta, que teriam sido deixados para trás possivelmente pela vítima. As marcas de sangue levaram os policiais até o local onde o corpo foi encontrado, uma residência que fica no final do beco.

 

De acordo com o PM, as informações repassadas por moradores, era que a vítima era conhecida por disparar arma de fogo às margens do Igarapé Judia e teria sido executado dentro de casa, por cerca de 6 homens armados. Moradores relataram a nossa reportagem, que a vítima, Warlen de Brito da Silva, teria corrido e se trancado dentro de casa, onde os homens teriam atirado em sequência pelo lado de fora, matando o homem. Em seguida, após a ação, os criminosos fugiram, deixando para trás um dos comparsas que se feriu durante uma luta corporal com a vítima. Nas mãos, o criminoso tinha vários cortes feito por lâminas de terçado (facão).

Policiais Militares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), para prestar atendimentos ao criminoso, que após ter recebido os primeiros socorros no local, foi encaminhado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Cidade do Povo.

 

Prisão

Warlen de Brito da Silva, foi levado Policiais Militares da RP 201, do 2°BPM, no último dia 8 de novembro. A PM recebeu uma denuncia que relatava que o homem estaria efetuando vários disparos às margens do rio Judia. A guarnição foi até o local e encontrou Warlen em posse de uma escopeta calibre 20, uma espingarda calibre 28 e várias munições.

Na ocasião, os militares deram voz de prisão e encaminharam o acusado com as armas á Delegacia Central de Flagrantes. Após 6 dias da prisão, Warlen foi executado com 5 tiros no mesmo local que foi preso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui