Obra da subestação que vai atender a Transacreana segue em ritmo acelerado

0
64

Uma das obras mais esperadas pelos moradores da Transacreana está em ritmo acelerado. A subestação de energia deverá ser entregue em dezembro deste ano. Além disso, estão sendo instaladas 66,5 quilômetros de linhas de distribuição exclusivas que irão oferecer energia elétrica de qualidade e confiável aos mais de 3,6 mil clientes da região. O investimento é na ordem de R$ 13 milhões.

De acordo com o gerente do Departamento de Construção e Transmissão da Energisa no Acre, André Amarante, a obra segue em ritmo acelerado, apesar das chuvas que atingiram a região recentemente.

“Sabemos a importância dessa obra para os moradores. Estamos comprometidos em cumprir o cronograma e entregar esse investimento que veio em boa hora e vai impactar diretamente na qualidade de vida dos clientes e suas produções”, explicou.

Neste ano, a Energisa realiza investimentos de R$ 419 milhões na área de concessão do Acre. A quantia é a maior já investida na história do setor elétrico do estado.

Desde que assumiu a concessão, em dezembro de 2018, o valor investido já supera a marca de R$ 1 bilhão, beneficiar todos os municípios e contribuindo para a melhoria e a ampliação do fornecimento de energia.

Além da Transacreana, a Energisa está investindo em obras de construção de subestações e linhas de distribuição de energia em Rio Branco, Acrelândia, Cruzeiro do Sul, Tarauacá, Feijó e Mâncio Lima, e melhorias na subestação de Sena Madureira. Também serão construídas novas redes de distribuição para atender aos municípios de Porto Acre e Bujari.

O Grupo Energisa lidera o maior projeto de descarbonização do Brasil. Até 2025, somente no Acre, serão desativas cinco usinas termoelétricas. As intervenções estão divididas em três blocos. No bloco I, concluído em 2020, as cidades de Assis Brasil e Manoel Urbano foram interligadas ao Sistema Interligado Nacional; no bloco II, serão contemplados, até 2023, os municípios de Feijó e Tarauacá. O bloco III prevê a conexão da região de Cruzeiro do Sul, até 2025.

Atualmente, as sete usinas térmicas do Acre consomem cerca de 5,5 milhões de litros de óleo diesel por mês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui