Ligue-se a nós

POLITICA

Marcus Alexandre alfineta ex-petistas: “A dignidade da derrota é melhor que o oportunismo da vitória”

Publicado

no

15 Fev de 2019 do YacoNews

 Longe dos holofotes desde o fim das eleições de 2018, o ex-prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, esteve presente na festa de aniversário de 39 anos do Partido dos Trabalhadores (PT), que ocorreu na noite da ultima quarta-feira (13). Na ocasião, Alexandre usou a palavra para agradecer aos companheiros presentes no evento e aproveitou a oportunidade para alfinetar os ex-petistas que estão se desfiliando do partido e migrando para o governo de Gladson Cameli.

 O engenheiro pegou gancho no discurso do ex-secretário de Direitos Humanos de Tião Viana, Nilson Mourão, que disse que em anos anteriores as festas petistas lotavam de filiados e comissionados, porém, na ocasião, só compareceram cerca de 100 filados e simpatizantes. “Para bom entendedor, as palavras do Nilson bastam, mas eu aqui não podia deixar de fazer um agradecimento. Eu postei esses dias que a gratidão é a memória do coração e a gente não pode deixar de agradecer.

 Marcus destacou ainda que enfrentou nas ultimas eleições, ele enfrentou uma das campanhas mais duras de sua vida, contudo, enalteceu o empenho de cada um que permaneceu até o final. “Eu quero agradecer porque eu fui mais um nesse time. Eu estou aqui como um soldado, mas nós lutamos e lutamos até o final. A dignidade da derrota é melhor que o oportunismo da vitória, do que acham que mudando de casa, vão crescer”, afirmou, numa clara mensagem às pessoas que saíram do partido e se acomodaram na atual gestão do governo.

 O ex-prefeito ressaltou que mesmo com a derrota, prefere ficar com a dignidade e o resultado, que para ele, foi uma escolha do eleitor. “O eleitor foi quem tomou a decisão soberana e eu não venho aqui também para fazer avaliação porque eu seria injusto”, ponderou.

AGÊNCIA CONTILNET

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLITICA

Bolsonaro entra com pedido de visto de turista nos EUA, diz escritório

Publicado

no

Por

 

Por Folhapress

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) pediu um visto de turista para permanecer mais tempo nos Estados Unidos, onde está desde o fim do ano passado, segundo um escritório de advocacia que atua em Washington.

 

O escritório que representa o ex-presidente é a AG Immigration, que tem sede em Washington e escritórios em outras partes do país, inclusive em Orlando, onde está o ex-presidente.

 

A informação foi publicada pelo jornal britânico Financial Times e confirmada pela Folha de S.Paulo.

 

Bolsonaro viajou para os EUA em 30 de dezembro de 2022, um dia antes de deixar a Presidência, e, rompendo uma tradição democrática, não passou a faixa presidencial para seu sucessor, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

 

Ele tomou um avião presidencial e seguiu para Kissimmee, cidade na região de Orlando a poucos minutos dos parques da Disney, onde levou a família para uma casa de férias que pertence ao ex-lutador de MMA José Aldo, em um condomínio fechado.

 

Prestes a completar um mês nos Estados Unidos, Bolsonaro pediu ao ex-lutador para estender a estadia por cerca de um mês, até depois do Carnaval, segundo um amigo do atleta, conforme mostrou a Folha de S.Paulo na última semana.

 

A casa, um imóvel de oito quartos em um condomínio fechado nas imediações dos parques da Disney, está disponível para aluguel em uma plataforma online por valores a partir de US$ 519 a diária (cerca de R$ 2.600, sem contar impostos e taxas que podem fazer o valor quase dobrar), mas foi cedida pelo ex-lutador, que apoiou Bolsonaro na eleição de 2022.

 

Neste final de semana, o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) afirmou que o pai está “desopilando” nos Estados Unidos e não tem data para ele voltar ao Brasil.

 

A família, segundo o senador, já voltou dos EUA. Sobre uma data de retorno de Bolsonaro, ele diz: “Pode ser amanhã, pode ser daqui a seis meses, pode não voltar nunca, não sei. Ele está desopilando. Você nunca tirou férias, não?”, afirmou Flávio em entrevista à imprensa no sábado.

 

Não se sabe, porém, se os problemas de saúde de Bolsonaro vão fazê-lo encurtar a viagem. Ele chegou a ser internado com obstrução intestinal no começo do mês e, na ocasião, disse que iria adiantar a volta ao Brasil. Nesta semana, seu médico disse à Folha de S.Paulo que ele terá de fazer uma nova cirurgia ao voltar.

 

Flávio afirmou que o pai está tranquilo e não tem receio de que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) o torne inelegível.

 

“A preparação, os advogados estão olhando tecnicamente, e o retorno que tem é que não há nada juridicamente que implique o presidente Jair Bolsonaro. Agora, tribunais, Poder Judiciário, não é lugar de fazer julgamento político”, disse Flávio.

 

“O presidente está com muita tranquilidade, porque sabe que ainda que force muito uma barra, não tem como vincular Bolsonaro a nenhum ato criminoso.”

Continuar Lendo

POLITICA

Em Bujari vereadora é alvo de ofensas machistas e ameaças de colega parlamentar: ‘vou te quebrar’

Publicado

no

Por

A vereadora Eliane Abreu (PP), do município de Bujari, no interior do Acre, denunciou que foi alvo de ofensas e ameaças por parte do vereador Gilvan Souza (PCdoB), na última sexta-feira (27), na Câmara de Vereadores da cidade.

O g1 tentou contato com o vereador e com o presidente da Câmara do Bujari, mas ainda não obteve resposta.

A parlamentar afirma que, durante a discussão de um projeto que retiraria o pagamento de gratificação a servidores municipais, ao qual ela era contrária, Gilvan Souza teria iniciado as ofensas. Os vereadores estão em recesso parlamentar, mas foram convocados para uma sessão extraordinária que votaria o projeto encaminhado pela prefeitura.

“Como estamos em recesso, só podemos ser convocados em caso de matérias de interesse público e esse projeto tiraria direitos dos servidores, que é o anuênio, e eu sou contra. Eu argumentei que essa votação era de interesse apenas da prefeitura e esse processo tinha vários pontos incorretos. Parte dos vereadores concordaram, a assessoria jurídica também, e o presidente resolveu não dar continuidade. Nesse momento, ele [Gilvan Souza] ficou muito irritado e passou a me agredir, levantou calúnias. Citou palavras que eu nunca tinha falado, tentou jogar outros vereadores contra mim”, alega.

Com o início das ofensas, a parlamentar tentou contra-argumentar e a discussão seguiu até o momento que Gilvan Souza partiu para agressão física. “Eu tentei com argumentos técnicos, mas não adiantou, ele dava socos na mesa. Depois de muitos socos na mesa, palavras de baixo calão e intimidação, ele partiu pra agressão e disse: ‘eu vou te quebrar’, relata a vereadora.

Segundo Eliane Abreu, o parlamentar apresentava sinais de embriaguez e só não conseguiu efetuar as agressões físicas porque foi contido por outro colega. A vereadora afirma agora que irá fazer um boletim de ocorrência na Delegacia da Mulher (Deam) de Rio Branco nesta segunda-feira (30).

O Movimento Mulher Progressista, do partido da vereadora, divulgou uma nota de repúdio às agressões e disse ser “inadmissível que um homem use de ameaças e agressões às mulheres para impor autoridade ou expressar descontentamento por motivo de qualquer natureza”. (Confira no fim do texto a nota na íntegra)

Caso não é inédito
Vereador Gilvan Souza também teria ofendido Eliane Abreu em outra sessão, em 2021 — Foto: Arquivo pessoal

Vereador Gilvan Souza também teria ofendido Eliane Abreu em outra sessão, em 2021 — Foto: Arquivo pessoal

Em 2021, a vereadora também chegou a apresentar uma denúncia semelhante contra Gilvan Souza. Durante uma sessão, ele a teria ofendido e ela prestou queixa. O fato acabou sendo resolvido dentro do código de ética da casa e o processo foi concluído com um pedido de desculpas.

“Sempre que há uma discussão, eu me coloco dentro da lei. Isso irritava ele e eu sentia essa rispidez. Da outra vez, ele me xingou, usou palavras bem ruins. Eu fui na delegacia, prestei queixa. No decorrer do processo, o presidente nos chamou para uma reunião e disse que tomaria uma providência dentro do código de ética. Ele [Gilvan Souza] me pediu desculpas e eu aceitei”, conta.

Machismo na política

Eliane Abreu ressalta que, dessa vez, sente que está recebendo muito apoio, principalmente de outras parlamentares e ativistas de direitos das mulheres. Para ela, a agressão sofrida em plenário reflete situações que mulheres enfrentam no dia a dia, ainda mais na política.

“Eu tenho falado que esse assunto não é sobre mim, é sobre nós. Quando é mulher você precisa estar provando todos os dias que tem capacidade, você tem que ser muito boa para que seja ‘mais ou menos’ na visão de um homem”, avalia

A parlamentar afirma ainda que sente um preconceito agravado pelo fato de ser mãe divorciada. Mesmo afirmando se sentir desprotegida no local onde deveria estar segura, ela também ressalta que há parlamentares que respeitam mulheres na política.

“Eu nem quero que me respeite como mulher, me respeite como parlamentar. Sou tão parlamentar quanto ele”, conclui.

Nota do partido

O Movimento Mulheres Progressistas Acre manifesta seu total repúdio à violência sofrida pela vereadora progressista Eliane Rosita, durante uma sessão realizada na Câmara Municipal de Vereadores de Bujari na sexta-feira (27/01), praticada pelo vereador Gilvan de Souza

É inadmissível que um homem use de ameaças e agressões às mulheres para impor autoridade ou expressar descontentamento por motivo de qualquer natureza. Repudiamos todo tipo de violência contra as mulheres, inclusive a política onde juntamente com o machismo demonstram a luta diária das mulheres em ingressar em espaços de trabalhos e decisões.

Diante disso o Movimento Mulheres Progressistas manifesta sua solidariedade à Vereadora e repudia qualquer violência contra as mulheres.

Movimento Mulheres Progressistas Acre
Presidente Gizelda Silveira
Vice-presidente Nazaré Sousa

Por G1/Ac

Continuar Lendo

POLITICA

PM prende cinco foragidos da justiça, apreende arma de fogo e recupera objetos roubados na capital

Publicado

no

Por

Por Assessoria de Comunicação da PMAC

Durante o serviço deste sábado, 28, guarnições da Polícia Militar do Acre (PMAC) prenderam cinco foragidos da justiça, apreenderam arma de fogo e recuperaram objetos roubados. As ocorrências se deram em bairros distintos de Rio Branco, sendo no total sete pessoas presas e conduzidas a delegacia.

 

Um foragido da justiça, de 33 anos, foi preso pela guarnição do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTRAN), no bairro Alto Alegre, após abordagens em uma barreira policial. O segundo, de 26 anos, por militares da Patrulha Rural, do 1° Batalhão de Polícia Militar (1° BPM), após abordagem de rotina no bairro Bahia Nova.

 

Outros dois foragidos foram presos por militares do Grupo de Intervenção Rápida Ostensiva (GIRO), nos bairros Santo Afonso e São Francisco, ambas após abordagens a suspeitos, uma delas a um veículo Táxi e a outra, após o cidadão tentar se evadir para dentro de um estabelecimento comercial.

 

Guarnição de Rondas Ostensivas Tático Móvel (ROTAM) prendeu um foragido da justiça no bairro Belo Jardim I. Com ele e seu comparsa foram encontradas uma arma de fogo, pistola PT100 de calibre .40, além de cinco munições, sendo três de calibre .40 e duas de calibre .38.

 

MULHER É PRESA APÓS COMETER ROUBO

 

A última ocorrência aconteceu também com militares do GIRO. Informados via Centro de Operações Policiais Militares (COPOM), de um roubo no bairro Quinze, região do 2° distrito de Rio Branco, onde foram repassadas as características dos autores.

A guarnição, diante das informações dos autores, conseguiu localizar uma mulher envolvida no crime, já no bairro Calafate. Com ela foi encontrada a motocicleta utilizada no roubo e os objetos subtraídos das vítimas.

Continuar Lendo

Trending