Ligue-se a nós

ACRE

Pacientes com hanseníase fecham a BR-364 em protesto, governo Gladson não repassou ainda um real ao Hospital Souza Araújo

Publicado

no

18 Mar de 2019 do YacoNews
Por Leonildo Rosas


Os pacientes do Hospital Souza Araújo se manifestaram dias atrás contra o fechamento da Unidade que acolhe pessoas diagnosticadas com hanseníase, que por falta de repasses do Governo do Estado a ´previsão era de que iria fechar, e caso isso acontecesse eles iriam fechar a BR-364 como está ocorrendo nesse momento.

A Deputada Maria Antônia falou a respeito das informações que recebeu sobre a possível desativação da Casa de Acolhida Souza Araújo na ALEAC, que segundo informações, por falta de repasses do Governo do Estado o Hospital dos hansenianos estaria prestes a fechar as portas, o que seria algo muito ruim para o Estado do Acre e para esses pacientes, que muitos deles residem na localidade há 50 anos.

A casa é administrada pela Diocese de Rio Branco e mantida com repasses do Governo do Estado. Segundo o conteúdo de um vídeo de uma reunião realizada pelos pacientes há alguns dias atrás, há 8 meses o poder público estadual não repassa os recursos para manutenção e aquisição de medicamentos e materiais. Com isso, segundo os próprios pacientes, a Souza Araújo estaria prestes a fechar as portas. Os pacientes afirmaram que não possuem materiais básicos, como gaze e curativo, além da falta de remédios.

A Deputada Maria Antônia se mostrou extremamente preocupada com essa questão e se solidarizou com os pacientes da Casa Souza Araújo e também ao Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Mohan) que adotou esta causa e luta por esses pacientes que na maioria das vezes sofrem um certo preconceito por conta da doença.

Diante desta situação a Deputada Estadual Maria Antônia solicitou outrora que o Governador Gladson Cameli juntamente com o Secretário de Saúde Alisson Bestene tomasse as devidas providências para evitar que essa situação acontecesse, pois são pessoas que realmente precisam do tratamento e do lugar para residir, mas o Governador Gladson não levou a sério essa situação e muito menos tentou resolve-la.

Neste instante, os internos da Colônia Souza Araújo estão sob o sol escaldante, com as suas cadeiras de roda, bloqueando a BR-364, protestam contra o descaso da administração estadual com os hansenianos acreanos.

Até 2010, antes de do ex-governador assumir, o repasse anual era de R$ 960 mil, mas ele subiu para R$ 2.640.000,00. A Souza Araújo volta a viver momentos semelhantes há 20 anos, quando o governo fechava os olhos para os excluídos socialmente.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

Moradores de Sena reclamam da falta de abastecimento de água nas casas

Publicado

no

Por

 

A equipe de reportagem do portal YacoNews recebeu informações dos residentes nos bairros da cidade, sobre falta de água nas residências. Moradores relatam suas indignações sobre o descaso por parte das autoridades responsáveis:

“É engraçado nós já estamos com vários dias sem água né, aí hj era 06:15 tava saindo pra meu trabalho do de  cara com uma moça entregando a conta de água 😠água eles num manda não mãos a conta vem que e ligeiro 😤 palhaçada isso “ desabafa uma moradora.

“Aqui em casa nem pingou no cano não caiu um pingo de água também – agora porque que eu não sei porque a água no rio tem” relata outro residente.

Sistema de Água e Saneamento do município se pronunciou e falou sobre o caso:

“A equipe do SANEACRE em Sena Madureira, informa que o abastecimento está parado desde ontem às 19h, uma equipe de manutenção já está a caminho do município para fazer os reparos necessários na bomba. Aproveitamos também para pedir encarecidamente que não desperdicem água, estamos sempre fazendo o melhor para que chegue água em todas as residências, pedimos a compreensão de todos. “

A equipe de redação fica no aguardo por mais esclarecimentos.

Continuar Lendo

ACRE

Secretaria de Administração do Acre abre inscrições para processo seletivo de estágio

Publicado

no

Por

A Secretaria de Estado de Administração do Acre lançou processo seletivo para contratação de estagiários. As inscrições são gratuitas, começam no próximo dia 10 e vão até o dia 24 de fevereiro pelo site do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE).

As vagas são destinadas para estudantes de nível superior nos cursos de ciências contábeis, economia, direito, administração, enfermagem, análise de sistemas, sistemas de informação, recursos humanos, saúde coletiva, dentre outros.

O estagiário aprovado vai receber uma bolsa-auxílio no valor de R$ 420,00, no caso de contrato de 4 horas diárias, e R$ 630,00 para 6 horas diárias. O auxílio-transporte é de R$ 154,00 por mês, totalizando R$ 7,00 por dia de estágio.

Podem participar do processo seletivo:
Estudantes regularmente matriculados em instituições de ensino públicas ou privadas, com frequência efetiva nos cursos de nível superior, reconhecidos pelo Ministério da Educação.
Brasileiro ou estrangeiro com visto de permanência no país;
Estar em dia com as obrigações eleitorais, quando maior de 18 anos e das obrigações militares, quando do sexo masculino maior de 18 anos;
Na data de início do estágio supervisionado, o estudante deve ter idade mínima de 16 anos completos
O estudante também pode tirar dúvidas através do atendimento via WhatsApp do CIEE no número: (11) 3003-2433.

Por g1 AC

Continuar Lendo

ACRE

MP investiga possível esquema de adulteração de combustíveis transportados para o Acre pela BR

Publicado

no

Por

O Ministério Público do Acre (MP-AC) prorrogou as investigações sobre a existência de um possível esquema de adulteração de combustíveis transportados para o estado. A apuração começou com uma notícia fato em agosto de 2022 e agora foi instaurado um procedimento preparatório.

Conforme a denúncia, os combustíveis seriam adulterados com água em pontos estratégicos ao longo da BR-364. Três transportadoras são citadas no documento. A reportagem não conseguiu contato com os representantes das empresas.

“Consta ainda que o esquema funciona, em tese, com diversos pontos de restaurantes e borracharias instalados na BR-364, sendo utilizados como fachada para retirar e armazenar combustíveis, com a finalidade de reabastecer veículos com água na proporção do combustível retirado”, diz parte do documento.

O procedimento foi instaurado pela Promotoria Especializada de Defesa do Meio Ambiente da Bacia Hidrográfica do Juruá do MP-AC. Na denúncia não é especificado há quanto tempo o esquema sendo feito.

“Expirou o prazo de tramitação, sendo necessários, entretanto outros atos investigatórios para orientar a tomada de decisão pelo membro do Parquet”.

Por G1/Ac

Continuar Lendo

Trending