22 maio 2024

Estado apresenta plano para obras de grande impacto previstas para 2023

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Gestor da Seop expõe planejamento para as obras estruturantes previstas para 2023. Foto: Jean Lopes/Seop

O governo do Acre avançou intensamente para iniciar as obras de construção do viaduto no cruzamento das avenidas Ceará e Getúlio Vargas, em Rio Branco, e de urbanização da orla fluvial do bairro Quinze, também na capital.

Por isso, a Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop) reuniu-se nesta segunda-feira, 27, com diversas instituições federais, estaduais e municipais para apresentar o plano de contingenciamento de obras de grande impacto.

Gestor da Seop expõe planejamento para as obras estruturantes previstas para 2023. Foto: Jean Lopes/Seop

De acordo com o titular da Seop, Cirleudo Alencar, foi implantado um comitê para monitorar, acompanhar, fiscalizar e gerenciar as obras estruturantes, que serão realizadas pelo Estado em conjunto com a Prefeitura de Rio Branco.

Comitê seguirá o seguinte cronograma: levantamento social, desapropriação, realocação do comércio e a execução da obra. Imagem: Ilustração

“O governador Gladson Cameli determinou a criação deste comitê, visando promover as intervenções de forma adequada e respeitosa à população. Apresentamos a situação de cada obra, com a presença de órgãos de todas as esferas e representantes dos parlamentares que destinaram recursos. Todos estão dispostos a contribuir”, ressaltou o gestor da Seop.

As obras são fruto do convênio entre o governo do Acre e o governo federal, por meio da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

O investimento nas duas obras é de aproximadamente R$ 45 milhões. Para o viaduto, há recursos de emenda parlamentar do deputado federal e senador eleito Alan Rick de mais de R$ 17 milhões. Na Orla do Quinze, a emenda é da ex-deputada federal Vanda Milani, de R$ 17 milhões. O Estado entra com contrapartida de mais de R$ 10 milhões no total.

Plano indica órgãos que participam do comitê. Imagem: ilustração

As obras gerarão mais de 500 postos de trabalho diretos durante todo o processo de construção do viaduto e urbanização da Orla do Quinze, fortalecendo a economia do estado e beneficiando toda a população de Rio Branco.

Por Agencia de Noticias do Acre

Veja Mais