22 maio 2024

BR-364 segue interditada e causa transtornos aos motoristas e moradores locais; PRF diz que não há previsão de liberação da estrada

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Foto: site Ponta do Abunã

A interdição da BR-364, ocorrida no último domingo (19) devido a um desbarrancamento que causou a erosão da rodovia, tem causado transtornos aos motoristas e moradores locais. Até as 15h desta segunda-feira (20), nenhuma máquina apareceu no local para abrir o desvio, como foi informado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) à imprensa local.

A interdição, que ocorreu a 10 quilômetros do distrito de Extrema, fechou completamente a rodovia que liga Rondônia ao Acre. Uma fila quilométrica segue aumentando no local, e os postos de combustíveis nos distritos de Vista Alegre e Extrema estão lotados de veículos que não conseguem seguir viagem.

Leia mais: 

“Sindicato do Comércio Varejista do Acre afirma que não haverá falta de combustível devido à interdição da BR-364”

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) fechou a estrada depois que um bueiro metálico rompeu e causou a erosão. Apesar de uma equipe do Dnit estar no local fazendo estudos técnicos e topográficos, não há previsão para iniciar a obra e nem para liberar a estrada, segundo um vídeo feito pela assessoria de imprensa da PRF Rondônia.

Os agentes federais que estão no local informaram à equipe de reportagem do site Ponta do Abunã que não há informações sobre a liberação da rodovia, alertando as pessoas que têm viagem marcada via terrestre para que remarquem a viagem. A PRF também destaca que o distrito é pequeno e não tem estrutura para atender a demanda de todos, como por exemplo hotéis e mercados.

A situação na BR-364 mostra a importância de investimentos em infraestrutura e manutenção de rodovias para garantir a segurança e o bem-estar dos cidadãos que utilizam as estradas diariamente.

Veja Mais