25 maio 2024

“Delegado comenta sobre caso de feto encontrado em carro de motorista de aplicativo em Rio Branco”

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O delegado Lucas Pereira, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), fez declarações na manhã desta segunda-feira, 20, sobre o feto encontrado por uma passageira dentro do carro de um motorista de aplicativo em Rio Branco, no domingo, 20.

De acordo com o chefe de polícia, o laudo pericial está sendo elaborado para constatar se o aborto foi provocado pela gestante ou se ocorreu por causas naturais. Caso seja comprovado que foi provocado, o crime de alto aborto será constatado, com pena de detenção de até três anos. No entanto, se o aborto foi por causas naturais, não será considerado crime.

Pereira também mencionou a possibilidade mínima de ter ocorrido um crime de infanticídio e destacou a importância de analisar se houve a eliminação da vida dentro do útero da gestante. A mulher já compareceu à delegacia e prestou depoimento ao delegado plantonista da Defla, mostrando-se à disposição para colaborar com as investigações.

Em resumo, a DHPP está aguardando o laudo pericial para determinar se houve um crime e qual seria a sua natureza.

Veja Mais